MANCHETE 2

“Mentiria até sobre a mãe dele”, dispara conselheiro ao desafiar Riva a provar acusações

Publicados

em

 

“Mentiria até sobre a mãe dele”, dispara conselheiro ao desafiar Riva a provar acusações em MT

Sérgio Ricardo ainda considera Riva como maior mentiroso do Brasil

Fonte : Folhamax
 

riva-sergio.jpg

“A razão desse caminhão de mentiras é que ele tem motivo porque já estava condenado a quase 100 anos de prisão? Riva é tão mentiroso que é capaz de mentir até sobre a mãe dele pra poder escapar da cadeia. E está fazendo isso”. A fala é do conselheiro afastado do TCE (Tribunal de Contas do Estado) Sérgio Ricardo e refere-se à delação premiada firmada pelo ex-deputado José Geraldo Riva com o Ministério Público de Mato Grosso.

Na quarta-feira (19), o STJ (Superior Tribunal de Justiça) manteve o afastamento dele e também de José Carlos Novelli, Valter Albano, Antônio Joaquim e Waldir Teis, todos conselheiros e impedidos de atuar em suas funções desde setembro de 2017. Procurado na manhã desta sexta-feira (21) pelo FOLHAMAX para confirmar se havia mesmo firmado colaboração premiada com o STJ (Superior Tribunal de Justiça), conforme publicado pelo jornal A Gazeta, ele negou veementemente o teor da matéria, bem como qualquer possibilidade de apreensão com possíveis revelações do ex-presidente e ex-secretário da Mesa Diretora da Assembleia Legislativa entre 1995 e 2015.

Leia Também:  Empresário Matheus Oliveira desfilará como Rei de bateria no carnaval de Cuiabá

“Veja bem, o Riva, além de ser o maior ficha suja do país, é também o mentiroso número 1 do Brasil. Um mentiroso contumaz. Não conheço os termos da delação dele, mas ele já vem fazendo isso contra todo mundo há mais de cinco anos. Em vários processos, ele já acusou todo mundo de alguma forma. E em todo processo a que está respondendo, já deu um jeito de colocar o meu nome”, afirma.

Conforme a matéria citada, a defesa de Sérgio Ricardo o teria orientado à delação porque perderia praticamente todas as chances de defesa ou retorno ao TCE (Tribunal de Contas do Estado), pois José Geraldo Riva foi, segundo acusação do MPE (Ministério Público Estadual), o articulador da suposta compra da vaga na Corte de Contas. Em contraponto, o ex-deputado elogiou a atuação da justiça e o ato da delação em si, porque, palavras dele, isso traria luz à verdade dos fatos. “Eu quero que essa delação venha porque vai ser importante para definitivamente esclarecer todas as mentiras dele. São mentiras sem provas, ao menos com relação a mim, porque não sei o que ele fez da vida dele pra lá”.

Leia Também:  Morre nessa manhã "Tenente Lara" vítima do coronavírus em Cuiabá

Afirmando convicção de que nada tem a esconder, ele desafiou o ex-colega de Mesa Diretora da Assembleia Legislativa — dividiram alternadamente a primeira-secretaria e a presidência, em pelo menos três biênios — a apresentar provas sobre qualquer delação já firmada ou a ser feita. “E acho muito importante a delação, porque ela vai mostrar as mentiras dele, não a verdade. É importante para desnudar todas as mentiras que vem aplicando ao longo dos anos, também prejudicando pessoas, acusando”.

No fim, classificou o ato jurídico da colaboração premiada como excelente porque teria função muito importante de mostrar quem é quem. “Pra mim é positiva, porque vai mostrar e ter uma função muito importante: além de separar o joio do trigo, mostrar o grande volume do maior mentiroso, contumaz, de Mato Grosso e um dos maiores do Brasil. Não tenho absolutamente e nada a temer e muito menos a me preocupar com qualquer asneira que o Riva fale”, afirma

POLICIA

POLÍTICA MT

PICANTES

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA