CIDADES

A Jornalista cultural Alessandra Barbosa morre por insuficiência cardíaca

Publicados

em

A jornalista Alessandra Barbosa, de 45 anos, morreu na manhã de hoje (11), vítima de insuficiência cardíaca. Ela estava internada na Policlínica do Verdão desde a noite de ontem (10).

Alessandra foi assessora de imprensa da secretaria de Cultura da Prefeitura de Cuiabá e era entusiasta das artes mato-grossenses. Natural de Minas Gerais, estudou na Universidade de Brasília (UnB).

Leleca, como era chamada carinhosamente pelos amigos, é formada em Jornalismo. Em 2016 trabalhou nos Jogos Olímpicos no Rio de Janeiro. Ainda não há informações sobre velório ou enterro. Amigos e colegas de profissão estão consternados com a sua partida prematura. Todos fazem questão de ressaltar a alegria contagiante de Leleca.

“Que notícia horrível nessa manhã! Mais uma, entre tantas trágicas desse ano… Alê, sempre alegre e divertida… até quando tava brava, era engraçada. Esse dia eu a encontrei no meu bar favorito, perto de casa em SP. Ela me gritou e conversamos um monte… falamos sobre a cultura do nosso Estado, compartilhamos assuntos favoritos.. foi tão especial, mal sabia que seria a última vez que a via”, escreveu a amiga e jornalista Simone Ishizuka ao publicar uma foto junto com Leleca nas redes sociais.

Leia Também:  PGM cria canal de negociação para atendimento dos contribuintes durante pandemia da Covid-19

Em nota, o prefeito Emanuel Pinheiro lamenta a morte da jornalista. Ele destaca o quanto a profissional era conhecida no segmento cultural. “Sem palavras para descrever a tristeza deste momento. Estamos vivendo tempos difíceis, sombrios e precisamos ser fortes para passarmos por essa tempestade. Alessandra era uma pessoa alegre, querida por todos e vai deixar muitas saudades. Que Deus possa consolar os familiares e amigos”, disse o prefeito.

O secretário de Agricultura, Trabalho e Desenvolvimento Econômico, Francisco Vuolo, destacou que ela foi chefe de gabinete dele e que está sendo uma grande perda. “Um grande sentimento de tristeza e uma irreparável lacuna deixada no jornalismo e na defesa da cultura cuiabana. Meus sentimentos aos familiares e amigos da querida Leleka”, pontuou.

A atual secretária da pasta da Cultura Carlina Rabello Leite Jacob comentou a partida precoce de Alessandra. “Uma perda muito grande para o setor cultural de Cuiabá. Alessandra sempre foi muito participativa em tudo que estava relacionado a cultura na nossa Capital e fará muita falta. Que sua alegria e prazer em dialogar e defender nossa cultura continue inspirando. Meus sentimentos a todos os familiares e amigos”, disse Carlina.

Leia Também:  Assistência Social realiza mais de 23 mil atendimentos individualizados nesse período de pandemia

Fonte: RD Miws.

POLICIA

POLÍTICA MT

PICANTES

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA