POLÍTICA MT

Abílio anuncia pré-candidatura a prefeito e pede apoio da população contra sua cassação

Publicados

em

O vereador da oposição Abílio Brunini Júnior (PSC), anunciou em uma live ao vivo no Facebook, no final da tarde de domingo (1) que é pré-candidato a prefeito de Cuiabá. Na publicação, o parlamentar comentou que pensou muito na situação e pediu apoio da população.

Na oportunidade, Abílio pediu para que os seus apoiadores vão até à Câmara pressionar os vereadores contra a cassação de seu mandato por quebra de decoro. Isso porque, caso a Casa de Leis decida por retirar seu mandato, ele fica inelegível e não poderá disputar o processo eleitoral deste ano.

“É uma decisão séria. Foi muito tempo pensando e muita gente pedindo, entrando em contato com a gente. Depois de muito conversar, depois de tudo que aconteceu, depois que ver que enfrentar o sistema é pesado e não dá para enfrentar só na Câmara, tem que ser no Executivo, posso dizer que sou pré-candidato a prefeito de Cuiabá”, disse ele.

“Quero lembrar que nosso processo de cassação não encerrou. A votação deve ocorrer nesta quinta-feira. Se eles cassaram meu mandato, vou recorrer e existe chance de votar como vereador. Se eu ficar inelegível, nosso projeto vai por água abaixo, mas se mantivermos a elegibilidade e o mandato, sou pré-candidato a prefeito. Por isso, peço seu apoio e que vá à Câmara nos apoiar e pedir aos vereadores que não votem pela cassação”, acrescentou.

Leia Também:  Diagnóstico de Covid-19 de Trump deve alterar reta final da campanha; veja cenários

Abílio afirmou que deseja o colega de oposição Felipe Wellaton (PV) como seu vice.

E que a chapa enfrentará candidatos “envolvidos em corrupção”, referindo-se ao prefeito Emanuel Pinheiro (MDB), que deve ir à reeleição.

“Estou abrindo mão de uma zona de conforto, abrindo mão de um caminho mais fácil para escolher caminho mais difícil. Mais fácil seria ir à reeleição. Mais difícil será enfrentar o sistema, enfrentar o prefeito envolvido no maior escândalo de corrupção no Estado de Mato Grosso”, afirmou.

“Se a Saúde vai mal é por má gestão, por corrupção. A Educação vai mal pelo apadrinhamento político. Estão roubando o dinheiro que poderia ser utilizado ali. Temos denunciado isso na Câmara. Quero que isso fique bem firme para os nossos adversários, aqueles que querem cassar nosso mandato, aqueles que querem nos perseguir. Eu sou pré-candidato a prefeito”, completou.

 

POLICIA

POLÍTICA MT

PICANTES

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA