REPÚBLICA

Além de São Paulo: 4 capitais em que bolsonaristas lideram as pesquisas eleitorais

Publicados

em


Camisetas de apoiadores do presidente Jair Bolsonaro, vendidas durante a posse, em 2019.| Foto: Wilson Dias/Agência Brasil

Apesar de ter afirmado que não se envolveria nas eleições municipais em 2020, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) acabou declarando apoio a alguns candidatos no pleito deste ano.

Até o momento, a campanha de Celso Russomanno (Republicanos), que disputa a prefeitura de São Paulo, foi a que mais teve o engajamento do presidente. Russomanno, inclusive, aposta no apoio de Bolsonaro para desafiar o histórico de “cavalo paraguaio” nas eleições para o Executivo da capital.

Na última pesquisa Ibope realizada em São Paulo, ele aparece tecnicamente empatado com Bruno Covas (PSDB) – candidato de João Doria (PSDB), adversário político do presidente. Os dados da metodologia de todos os levantamentos de intenção de voto citados nesta reportagem estão ao final do texto.

Além de São Paulo, há outras capitais em que candidatos que receberam o apoio do presidente – ou que se apresentam como bolsonaristas – também se mostram competitivos nas pesquisas de intenção de voto.

Veja quatro cidades em que concorrentes simpáticos a Bolsonaro – com apoio declarado do presidente, ou não – estão liderando nos levantamentos:

1. Fortaleza

Na capital cearense, o presidente já chegou a declarar que seu candidato à prefeitura é Capitão Wagner (Pros). Em 2016, Wagner conquistou uma vaga no segundo turno nas eleições em Fortaleza, mas perdeu para Roberto Claudio (PDT).

Atualmente deputado federal, o candidato aparece tecnicamente empatado com a ex-prefeita Luizianne Lins (PT) no levantamento do Ibope, divulgado em 14 de outubro. Já a pesquisa Datafolha, que veio a público no dia 17, mostra Wagner na frente, com 33% das intenções de voto, contra 24% de Luizianne. Com a margem de erro, entretanto, a liderança do capitão não é confortável.

Mesmo com o apoio explícito de Bolsonaro, porém, Wagner tem optado por não apresentar o presidente em suas peças de campanha. A explicação está na avaliação de Bolsonaro em Fortaleza: o mesmo levantamento do Ibope mostrou que 39% dos moradores da capital cearense consideram o governo federal como péssimo, e outros 8% avaliam que a gestão é regular. Só 26% classificaram o governo de Bolsonaro como ótimo ou bom.

2. Cuiabá

Em Cuiabá, Abílio (Podemos) não recebeu o apoio explícito do presidente, mas tenta se consolidar como o “Bolsonaro cuiabano”. Em declarações recentes, o candidato chegou a comparar sua chapa, que tem como vice o também vereador Felipe Wellaton (Cidadania), com a “união” entre Bolsonaro e o ministro da Economia, Paulo Guedes.

Em pesquisa Ibope divulgada no dia 16, Abílio aparece tecnicamente empatado em primeiro lugar com Emanuel Pinheiro (MDB), atual prefeito de Cuiabá. Ambos têm 26% e 20% das intenções de voto, respectivamente. Outro candidato bolsonarista, Roberto França (Patriota), também disputa a liderança, com 19%.

3. Manaus

Em Manaus, dois candidatos têm a simpatia de Bolsonaro: Coronel Menezes (Patriota), seu amigo pessoal; e o deputado federal Capitão Alberto Neto (Republicanos). Os levantamentos de intenção de voto não mostram os dois na liderança, porém apontam que eles podem ter chances de chegar ao segundo turno.

Segundo pesquisa Ibope mais recente, de 14 de outubro, quem lidera em Manaus é Amazonino Mendes (Podemos) – ex-prefeito e ex-governador que, apesar de não ter o apoio do presidente, já fez declarações de elogio a Bolsonaro.

Ainda de acordo com o Ibope, vários candidatos estão disputando uma vaga em um possível segundo turno – inclusive os preferidos do presidente. David Almeida (Avante) aparece em segundo lugar, com 13%; seguido por Ricardo Nicolau (PSD), com 11%; Zé Ricardo (PT), com 10%; e os apadrinhados de Bolsonaro, Coronel Menezes com 6%; e Capitão Alberto Neto, com 7%. A margem de erro da pesquisa é de 4 pontos percentuais para mais ou para menos, o que deixa todos tecnicamente empatados.

4. Goiânia

Outro candidato que não tem o apoio explícito do presidente, mas que já deu declarações simpáticas a Bolsonaro, é Vanderlan Cardoso (PSD), senador que disputa a prefeitura de Goiânia. Segundo pesquisa Ibope divulgada no início de outubro, Cardoso tem 21% das intenções de voto. Ele está tecnicamente empatado com Maguito Vilela (MDB), que tem 20% da preferência dos eleitores.

Cardoso é apoiado pelo governador do estado, Ronaldo Caiado (DEM). O governador chegou a romper com Bolsonaro mas, em agosto, ensaiou uma reconciliação. Novo levantamento do Ibope em Goiânia deve ser divulgado ainda nesta quarta (21).

Metodologia das pesquisas citadas na reportagem

São Paulo

  • Sob encomenda da TV Globo, o Ibope ouviu 1.001 eleitores em São Paulo entre os dias 13 e 15 de outubro. O levantamento tem nível de confiança de 95%, com margem de erro de 3 pontos percentuais para mais ou para menos. A pesquisa está registrada no Tribunal Superior Eleitoral sob a identificação SP-01432/2020.

Fortaleza

  • Sob encomenda da TV Verdes Mares, o Ibope ouviu 602 eleitores em Fortaleza entre os dias 12 e 14 de outubro. O levantamento tem nível de confiança de 95%, com margem de erro de 4 pontos percentuais para mais ou para menos. A pesquisa está registrada no Tribunal Superior Eleitoral sob a identificação CE-05307/2020.
  • Sob encomenda do jornal O Povo, o Datafolha ouviu 812 eleitores de Fortaleza entre os dias 14 e 15 de outubro. O levantamento tem nível de confiança de 95%, com margem de erro de 3 pontos percentuais para mais ou para menos. A pesquisa está registrada no Tribunal Superior Eleitoral sob a identificação CE-09449/2020.

Cuiabá

  • Sob encomenda da TV Morena, o Ibope ouviu 602 eleitores em Cuiabá entre os dias 14 e 16 de outubro. O levantamento tem nível de confiança de 95%, com margem de erro de 4 pontos percentuais para mais ou para menos. A pesquisa está registrada no Tribunal Superior Eleitoral sob a identificação MT-02443/2020.

Manaus

  • Sob encomenda da Rede Amazônica, o Ibope ouviu 504 pessoas em Manaus entre os dias 12 e 14 de outubro de 2020. O levantamento tem nível de confiança de 95%, com margem de erro de 4 pontos percentuais para mais ou para menos. A pesquisa está registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob a identificação AM-09557/2020

Goiânia

  • A pesquisa do Ibope, encomendada pela TV Anhanguera, ouviu 602 eleitores em Goiânia entre os dias 30 de setembro e 2 de outubro. O levantamento tem nível de confiança de 95%, com margem de erro de 4 pontos percentuais para mais ou para menos. A pesquisa está registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob a identificação GO-01290/2020.

+ na Gazeta

Receba nossas notícias

Receba nossas notíciasno celular

As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Siga o Feed RSS

POLICIA

POLÍTICA MT

PICANTES

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA