MANCHETE

Apoiadores de Bolsonaro fazem grande carreata em Cuiabá e outras cidades de MT

Publicados

em

 

Cuiabá, a exemplo de outras capitais do País, também registrou ato neste sábado (1º de maio) realizado por eleitores e apoiadores do presidente Jair Bolsonaro. A carreata teve a concentração na frente da Praça das Bandeiras, no Centro Político Administrativo, e depois percorreu algumas ruas e avenidas do centro da Capital.

De acordo com estimativas da Polícia Militar, cerca de 1000 veículos participaram da carreta.

Várias viaturas e dezenas de militares foram mobilizados para acompanhar o trajeto da carreta garantindo a segurança dos envolvidos e demais pessoas, como pedestres e motoristas que não participavam do ato, mas transitavam pelos locais onde os participantes do ato-pró Bolsonarou passaram.

Agentes de trânsito da Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana (Semob) também trabalharam para controlar o trânsito. Eles acompanharam  toda a carreta.

Nos veículos participantes do ato era possível observar bandeiras do Brasil e várias pessoas utilizando roupas nas cores verde e amarela em alusão às cores da bandeira brasileira. Em outras cidades do País atos semelhantes foram realizados numa espécie de mobilização nacional no feriado do Dia do Trabalhador.

Em Cuiabá, houve a participação de alguns políticos defensores das pautas de direita e apoiadores do Presidente Bolsonaro, a exemplo do deputado federal, José Medeiros (Podemos). Em suas redes sociais o parlamentar publicou um vídeo mostrando veículos no ponto de concentração antes do inpicio da passeata. Na legenda ele escreveu o seguinte: “O dia em que o Brasil parou pra reiterar o que quer”.

Medeiros também compartilhou vídeos de atos realizados em Brasília, e também em Rondonópolis, cidade onde ele mora e também esteve presente no ato realizado por lá.

No município de Sorriso (420 km de Cuiabá) também houve ato com a participação do deputado federal Nelson Barbudo (PSL) e Xuxul Dal Molin (PSC), ambos bolsonaristas. Eles publicaram fotos e vídeos dos atos em suas redes sociais.

POLICIA

POLÍTICA MT

PICANTES

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA