ECONOMIA

Bilionários: Com recuperação do valor de seus ativos entre março e julho, fortuna de 42 brasileiros cresce US$ 34 bilhões durante a pandemia

Publicados

em

Bolso recheado Joseph Safra continua na liderança dos brasileiros mais ricos, seguido por Jorge Paulo Lemann (à esq.) e Eduardo Saverin (à dir.) (Crédito: Divulgação)

Dinheiro chama dinheiro, já diz o ditado popular. E, enquanto mais de um milhão de pessoas perderam seus empregos e quase metade da população já está na informalidade no Brasil, alguns poucos conseguiram elevar seu patrimônio na pandemia. Na maior crise mundial deste século, bilionários da América Latina e Caribe viram sua riqueza crescer em US$ 48,2 bilhões. Dos 73 bilionários da região ,42 estão no Brasil e tiveram suas fortunas aumentadas em US$ 34 bilhões, com seu patrimônio líquido subindo de US$ 123,1 bilhões para US$ 157,1 bilhões em julho.

 

Com informações Isto é Dinheiro

publicidade

publicidade

POLICIA

POLÍTICA MT

publicidade

PICANTES

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA