JUDICIÁRIO MT

Bióloga que atropelou e matou jovens em Cuiabá terá R$ 805 mil de bens bloqueados

Publicados

em

A Bióloga Rafaela Screnci da Costa Ribeiro, acusada de atropelar e matar dois jovens e deixar uma pessoa gravemente ferida em Cuiabá terá bens bloqueados no valor R$ 805,9 mil. A decisão foi do juiz Yale Sabo Mendes, da 7ª Vara Cível de Cuiabá.

O caso aconteceu no dia 23 de dezembro de 2018, em frente à Boate Valley Pub, na Avenida Isaac Póvoas.

 A determinação consta em uma ação de reparação de danos morais e materiais movidos pela família do cantor Ramon Alcides Viveiros, que morreu. O documento é assinado pelo pai do cantor, que também procurador aposentando do Ministério Público Estadual (MPE), Mauro Viveiros.

Segundo o Juiz, é necessário comprovar a culpabilidade de Rafaela no caso, e por conta disso, é necessário aguardar o julgamento no âmbito criminal.

O acidente

De acordo com a Polícia Civil, a motorista seguia pela faixa de rolamento da esquerda quando, em frente a Boate Valley Pub, atropelou três jovens.

A Bióloga apresentava sinais de embriaguez, após ser detida pela PM ela se negou a fazer o exame de “bafômetro”.

Leia Também:  Servidores e magistrados das comarcas participam de webinário sobre Juízo 100% Digital

No qual Rafaela foi conduzida para a Central de Flagrantes para a tomada de medidas administrativas e criminais.

 

Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

POLICIA

POLÍTICA MT

PICANTES

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA