MUNDO

Bolívia: Movimento ao Socialismo denuncia atentado com dinamite em sua sede

Publicados

em


O presidente eleito da Bolívia, Luis Arce, posa com suas credenciais após obtê-las do presidente do Tribunal Supremo Eleitoral (TSE) da Bolívia, Salvador Romero (fora do quadro), no auditório do Banco Central em La Paz em 28 de outubro de 2020| Foto: AIZAR RALDES/AFP

O Movimento ao Socialismo denunciou um atentado contra sua sede em La Paz, na Bolívia, nesta quinta-feira (5). Segundo partido, o ataque foi feito com explosivos e tinha como alvo o presidente eleito do país, Luis Arce, que estava no local participando de uma reunião. Ninguém foi ferido.

“Há poucos minutos fomos vítimas de um ataque de um grupo que deixou uma banana de dinamite na sede onde o nosso próprio presidente eleito Luis Arce se reunia. Estamos muito preocupados com o que está acontecendo”, disse Sebastián Michel, porta-voz do Movimento ao Socialismo, em entrevista à imprensa local. Ele também criticou as autoridades de segurança do país por não terem comentado o caso e por não terem fornecido segurança necessária para o presidente eleito.

Leia Também:  Grécia volta às praias com calor; guarda-sóis ficam distantes

Michel disse ainda que o ataque “faz parte do clima de violência promovido por setores da direita após a vitória eleitoral de Arce”. Arce é o afilhado político do ex-presidente Evo Morales. Ele foi eleito presidente no mês passado, em primeiro turno, com 55% dos votos e deve tomar posse neste domingo (8).

POLICIA

POLÍTICA MT

PICANTES

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA