Geral

BRINCANDO COM A MORTE: Pastor Malafaia, preferido de Bolsonaro, ignora coronavírus e não fechará igrejas

Publicados

em

O pastor Silas Malafaia publicou em suas redes sociais neste final de semana um vídeo criticando as recomendações de órgãos como Ministério da Saúde e Organização Mundial da Saúde (OMS) contra aglomerações de pessoas durante o avanço do coronavírus. No vídeo, o pastor encoraja as pessoas a irem à igreja neste domingo e diz que algumas medidas de prevenção são extremas.

“A nossa igreja aqui vai ficar de portas abertas. Se amanhã, os governos disserem que vai [sic] impedir transporte público, fechar mercados, fechar todas as lojas. A igreja tem que ser o último reduto de esperança para o povo. Eu vou estar aqui, como pastor”, disse.

 “Vamos ser racionais. Essa conta não vai cair em cima da gente. Isso é medida ‘hiper extremada’”, criticou o pastor. “O que me choca é que essa neura louca com isso aí, quem mais sofre são os pobres”.

Durante 15 minutos, o pastor inclusive faz o público repetir uma oração, pedindo a Deus que o vírus não se espalhe pelo Brasil. “Repita essa oração comigo: ‘Que esse vírus seja destruído da nossa nação pelo poder do nome de Jesus. Nós te pedimos que esse vírus não consiga fazer desgraça no nosso país’”, pregou.

Leia Também:  Voluntários arrecadam frutas e verduras para os animais do Pantanal

COM INFORMAÇOES DO DIÁRIO DO CENTRO DO MUNDO

POLICIA

POLÍTICA MT

PICANTES

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA