conecte-se conosco

REPÚBLICA

Câmara libera exercício da telemedicina durante crise do coronavírus

Publicados

em


.
Sessão desta terça-feira (170 no plenário da Câmara| Foto: Agência Câmara

Os deputados federais aprovaram na noite desta quarta-feira (25) projeto de lei que libera o uso de telemedicina, em caráter emergencial, enquanto durar a crise ocasionada pelo coronavírus. A modalidade é caracterizada pela oferta de serviços ligados à saúde por meio da utilização de tecnologias de informação e comunicação, como videoconferência. A regra poderá ser aplicada por médicos, psicólogos, nutricionistas, entre outras especialidades e atuações. A autora, deputada Adriana Ventura (Novo-SP), alertou que a demanda por atendimentos médicos vai aumentar e é preciso direcionar os hospitais para os casos de coronavírus. A proposta foi votada em acordo de lideranças e seguirá para o Senado. Também foi aprovada durante a sessão virtual proposta que permite a distribuição de alimentos da merenda escolar a famílias de estudantes que estão com aulas suspensas. Um terceiro projeto que passa por discussões e deve ser votado nesta quinta-feira (26) é uma proposta protocolada pelos líderes da oposição na casa e que cria um programa de renda básica emergencial, voltado para famílias atingidas economicamente pela paralisação de negócios em decorrência da Covid-19. Os trabalhos na Câmara serão retomadas às 15h.

Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

REPÚBLICA

Guedes negocia 40 milhões de testes com parceiro da Inglaterra

Publicados

em


.
O ministro da Economia, Paulo Guedes.| Foto: Agência Brasil

O ministro da Economia, Paulo Guedes, disse que negocia 40 milhões de testes para o novo coronavírus com um parceiro da Inglaterra. A declaração ocorreu neste sábado (4) em uma videoconferência com empresários do setor varejista. “Hoje de manhã conversávamos com um amigo na Inglaterra que criou o passaporte de imunidade. Ele faz 40 milhões de teste. Ele coloca disponíveis para nós, brasileiros, 40 milhões de testes por mês”, explicou Guedes. A proposta, diz o ministro, foi encaminhada ao presidente Jair Bolsonaro e ao ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta. Guedes disse que os testes em massa seriam aplicados em um segundo momento e, quem não estiver contaminado pelo coronavírus, poderá deixar o isolamento – fora o grupo de risco.”Veja bem, isso não é agora. Agora, nós estamos em isolamento. Nós estamos planejando uma saída”, completou.

Continue lendo

POLICIA

POLÍTICA MT

PICANTES

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA