POLÍTICA MT

Chapa do PSB têm advogada milionária e ex-senadora “pobre”; veja declarações

Publicados

em

O PSB lançou no último sábado (30), após a convenção do partido, os nove nomes que disputarão uma cadeira na Câmara dos Deputados pela sigla. Os agora candidatos tiveram seus nomes incluídos no sistema do Tribunal Superior Eleitoral e no quesito ‘patrimônio’ a legenda tem uma mulher na primeira colocação: a advogada e empresária Karen Rocha, com um patrimônio de R$ 6,7 milhões.

Uma das favoritas a vencer o pleito, a ex-senadora Serys Slhessarenko declarou à Justiça Eleitoral um patrimônio de apenas R$ 105,7 mil. A maior parte deste montante é relativa a um plano de previdência privada, que totaliza R$ 100 mil, destacando ainda que possui R$ 528,14 em sua conta bancária.

Apenas um dos nove candidatos do PSB possui uma declaração de bens menor que a ex-petista: o vereador de Sorriso Maurício Gomes, que declarou não ter nada em seu nome. Quatro candidatos do PSB declararam ter mais de R$ 1 milhão em patrimônio.

A campeã é a empresária e advogada especialista em Direito agrário, Karen Rocha, de Tangará da Serra. Somente uma casa, que está em seu nome, está avaliada, segundo ela, em R$ 5,6 milhões.

Ela também declarou ter R$ 425 mil em espécie, além de terrenos e outros bens. Na sequência aparece o ex-prefeito de Cáceres, Túlio Fontes, com um patrimônio de R$1.834.794,26.

Leia Também:  Juiz vê cenário de caos e prorroga quarentena por mais 14 dias em Cuiabá e VG

Um dos favoritos a uma vaga na Câmara dos Deputados, o ex-gestor declarou ter dois apartamentos, avaliados em R$ 800 mil e R$ 500 mil. Ele também disse possuir um veículo de R$ 255 mil, além de terrenos, uma casa, e pouco mais de R$ 175 mil em dinheiro vivo.

A lista dos ‘mais ricos’ do PSB segue com Neuma de Moraes, esposa do prefeito de Rondonópolis, José Carlos do Pátio. Com um patrimônio de R$ 1,3 milhão, ela disse ter três casas, um apartamento, três terrenos, dois carros, além de outros investimentos, assim como dinheiro em espécie.

Na turma dos ‘milionários’ está ainda o delegado da Polícia Civil em Matupá, Geraldo Gezoni Filho. Ele disputou a eleição suplementar para a Prefeitura do município, em 2021, ficando em terceiro lugar.

Com um patrimônio de pouco mais de R$ 1 milhão, ele disse ter cinco casas, além de um automóvel de R$ 193 mil e outros investimentos, em quotas ou quinhões de capital. A lista tem ainda o vereador por Cuiabá, Sargento Joelson, com patrimônio de R$ 571 mil, o deputado estadual Allan Kardec, que disse ter em bens um total de R$ 510 mil, além do ex-vereador e ex-vice prefeito de Barra do Garças, Weliton Marcos, que declarou ter R$ 140 mil em bens à Justiça Federal.

Leia Também:  Caixa lança + Milionária, com prêmios a partir de R$ 10 milhões

Fonte: Folha Max

POLICIA

POLÍTICA MT

PICANTES

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA