ATIVIDADE PARLAMENTAR

Claudinei destaca importância da aprovação do substituto que beneficia hospitais filantrópicos

Publicados

em


Foto: Marcos Lopes

O deputado estadual Delegado Claudinei (PSL), durante sessão plenária da Assembleia Legislativa na segunda-feira (20), votou pela aprovação do substitutivo integral ao Projeto de Lei de n.° 600/2021 que estabelece o aumento de 80% de incentivos fiscais ao Fundo Estadual de Saúde (FES) e 20% para o Fundo de Apoio às Ações Sociais de Mato Grosso (FUS). Essa matéria altera a Lei Estadual de n.º 10.709/2018 que dispunha sobre o repasse financeiro do antigo Fundo Estadual de Equilíbrio Fiscal (Feef) para atender as instituições filantrópicas.

O parlamentar, juntamente com as lideranças partidárias da Casa de Leis, não concordaram com a Mensagem de n° 113/2021, do governo de Mato Grosso, que propôs o recolhimento dos benefícios fiscais e distribuição igualitária de 50% para saúde e o restante para a área de assistência social que, obrigatoriamente, substituem o Feef instituído em dezembro de 2018 e extinto no final de junho de 2021.

“Tivemos o bom senso e discernimento, sendo que a maioria dos deputados garantiu a aprovação dessa matéria que altera a antiga Lei do Feef. Só nesse ano, entre janeiro a maio, já há um acúmulo de R$ 39,2 milhões a serem repassados às instituições filantrópicas. Lembrando que a Santa Casa de Misericórdia de Rondonópolis aguarda também os repasses de 2018 e 2019, que totalizam R$ 77 milhões. Já que aprovamos o projeto de lei, agora é destinar esses recursos para essa instituição, especificamente, como outras unidades filantrópicas de Mato Grosso”, explicou Claudinei.

Leia Também:  Claudinei reclama da inversão de valores com a vacinação contra Covid-19 em presos de Cuiabá

Alinhamento

Antes da apresentação do substitutivo, no dia 6 de julho, Claudinei e outros parlamentares estiveram reunidos com a superintendente da Santa Casa de Misericórdia de Rondonópolis, Bianca Talita Franco, a empresária e integrante do Grupo SOS Santa Casa, Tânia Balbinotti, e o presidente da Federação dos Hospitais Filantrópicos do Estado de Mato Grosso (FEHOSMT), Wellington Randall Arantes, no gabinete do deputado estadual e líder do governo, Dilmar Dal Bosco (DEM), para debater sobre a proposta da gestão.

“Alteramos, por determinação da Assembleia Legislativa, para 60% para os hospitais filantrópicos. Vai também dar um incremento aos municípios. Além disso, estamos colocando os procedimentos por produção. Os hospitais que estiverem produzindo mais, vão receber um acréscimo a mais. Estamos defendendo essa lei para ser aprovado pelo Parlamento estadual”, detalhou Dilmar que é o líder do governo.

Além de Claudinei, a aprovação do substitutivo integral contou com mais 19 votos favoráveis, dois contrários e duas abstenções. Logo, foi encaminhada a redação final para a sanção governamental.

Fonte: ALMT

POLICIA

POLÍTICA MT

PICANTES

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA