POLÍTICA MT

Com 18 convites, deputado quer evitar “extremismo” em futuro partidário

Publicados

em

 

Em meio à indefinição, o deputado estadual João Batista (PROS) admitiu na manhã desta quinta-feira (18) que já recebeu a carta de liberação para deixar a sigla. Entretanto, o parlamentar ainda não escolheu o partido no qual deve se filiar para as eleições de 2022.

Após o confronto com o grupo político da advogada Gisela Simona (PROS), Batista afirmou que tem conversado de forma mais amigável com o partido. “Para mim eu prefiro fazer da seguinte forma, saio de coração aberto, desejo boa sorte a Dra. Gisela e todo seu grupo político. Acho que Mato Grosso merece o melhor e espero que ela faça pelo Estado e não por um objetivo pessoal”, disse o deputado em entrevista à Rádio Capital.

Em relação a sua filiação, o deputado confirmou que recebeu convites de várias siglas partidárias para disputar a reeleição. “Tive 18 convites de agremiações aqui no Estado, ainda não escolhi. Temos bastante tempo, mas acredito que até o mês que vem a gente consiga definir qual será o partido”, pontuou.

Leia Também:  China diz que Evergrande deve evitar default de títulos e ações da companhia saltam 18% em Hong Kong

No entanto, esclareceu que pretende escolher um partido em que não se sinta preso em relação à ‘ideologia’ da extrema-direita defendida por apoiadores do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), mas sem se apegar ao Centrão.

“O que eu espero do partido para onde eu vá primeiro é que não quero ficar preso a essa questão de ideologia extremista, eu prefiro andar nessa linha do centro, mas sem me apegar a essa coisa do Centrão. No entanto, ainda prefiro estar com Bolsonaro a ir com Lula”, acrescentou João Batista.

Fonte: Folha Max

POLICIA

POLÍTICA MT

PICANTES

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA