MANCHETE 2

Com Covid-19, ex-deputado federal de MT é transferido para UTI em SP

Publicados

em

 

Diagnosticado com covid-19, o ex-deputado federal Adilton Sachetti (Republicanos) foi transferido para a Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Beneficiência Portuguesa na noite dessa sexta-feira (22), em São Paulo (SP). Segundo as informações, ele está sedado e seu estado de saúde é considerado grave.

O ex-parlamentar estava passando alguns dias na capital paulista quando, no último dia 13 de janeiro, recebeu diagnostico positivo para a doença. Ele estava isolado no apartamento de um hotel, no entanto, precisou procurar atendimento médico após os sintomas se agravarem.

Nas últimas horas, Sachetti foi transferido para a unidade intensiva “por precaução”, por ser do grupo de risco e seguirá sendo monitorado pela equipe médica da unidade hospitalar. O seu quadro de saúde, segundo familiares, é estável.

A esposa de Sachetti, Lidiane Campos, também contraiu a doença e ficou internada por alguns dias. Ela já recebeu alta e segue o tratamento em casa. Por meio das redes sociais, Lidiane compartilhou uma mensagem de “fé e esperança” dedicada ao marido.

“O amor é paciente, o amor é bondoso. Não inveja, não se vangloria, não se orgulha. Não maltrata, não procura seus interesses, não se ira facilmente, não guarda rancor. O amor não se alegra com a injustiça, mas se alegra com a verdade. Tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta. 1 Coríntios 13:4-7”, escreveu.

Além de deputado federal, Sachetti foi prefeito de Rondonópolis e concorreu ao Senado em 2018, ficando na quarta colocação. Também presidiu o Sindicato Rural de Rondonópolis e a Associação Mato-grossense dos Produtores de Algodão (Ampa).  No Governo Blairo Maggi,  foi diretor da Agecopa.

POLICIA

POLÍTICA MT

PICANTES

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA