POLÍTICA MT

Com “nomes de peso”, PSD prevê eleger até dois federais

Publicados

em

Após o ‘murmurinho’ de que a chapa para federal do PSD estaria enfraquecida, o senador Carlos Fávaro e também presidente do partido em Mato Grosso, afirmou que elegerá representante para compor vaga na Câmara Federal. Fávaro projeta a eleição de ao menos um deputado federal da sigla nas eleições de outubro deste ano. A confiança dele se baseia na chapa formada para a disputa.

“Estamos muito confiantes no processo eleitoral. Nossas duas chapas, de pré-candidatos a deputado estadual e federal, contam com nomes qualificados, que já prestaram importantes serviços para a população e que vão continuar a fazer a diferença na vida das pessoas. Nossa chapa de federais, por exemplo, conta com 11 nomes neste momento e todos seguem a construção de suas candidaturas, que serão formalizadas na nossa convenção. Temos pré-candidatos em todos os cantos de Mato Grosso e, tenho certeza, alcançaremos uma expressiva votação em outubro. Nossa meta é eleger pelo menos um federal. E faremos isso!”, afirmou o senador Carlos Fávaro.

O PSD está composto com pré-candidaturas a deputados federais e estaduais, todos com grandes chances de eleição. Entre os principais nomes estão: Irajá Lacerda, advogado, empresário e também ex-chefe de gabinete do senador Carlos Fávaro, do qual se desligou para colocar seu nome à disposição do PSD para as eleições deste ano; o ex-deputado estadual Gilmar Fabris; Rui Prado, ex-presidente da Famato; Ailon Arruda o ex-vice-prefeito de Rondonópolis; Pedro Satélite ex-deputado estadual; Mabel de Fátima Milanezi ex-prefeita de Castanheira; Camila Silva ex-vereadora por Poconé; Ana Di Renzo, ex-reitora da Unemat (Universidade do Estado de Mato Grosso); Mauro Rosa, o “Maurão”, ex-prefeito de Água Boa; Fernando Zafonato, ex-prefeito de Matupá; o empresário de Rondonópolis, Thiago Tropical e Antônio Dilceu Guzati, que tem domicílio eleitoral em Tangará da Serra.

Leia Também:  Deputado Thiago Silva participa de aula inaugural da turma de Direito da Unemat Rondonópolis

“Acredito na força do PSD e por isso trabalharemos incansavelmente para levar nossas ideias pelo Estado de Mato Grosso. Nosso partido tem uma militância muito forte e por isso alcançaremos o número do coeficiente eleitoral para levar representantes tanto para a estadual como para federal. Isso porque o PSD em Mato Grosso é formado por pessoas comprometidas em levar qualidade de vida aos mato-grossenses. O PSD mostrará a força de sua luta, sempre seguindo as orientações do nosso líder nacional Gilberto Kassab e nosso grande líder estadual, Carlos Fávaro”, disse o pré-candidato a deputado federal, Irajá Lacerda.

Fonte: Folha Max

POLICIA

POLÍTICA MT

PICANTES

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA