MULHER

Conheça os cristais de equilíbrio para cada chakra

Publicados

em


source
Conheça os cristais de equilíbrio para cada chakra
Redação João Bidu

Conheça os cristais de equilíbrio para cada chakra

Os cristais, entre todos os seus atributos, são considerados grandes agentes de cura. A Cristaloterapia  é a modalidade de terapia energética que utiliza os cristais para promover, de forma complementar, a melhora da saúde em vários âmbitos. Essa técnica consiste basicamente em posicionar os cristais correspondentes em pontos do corpo conhecidos como chakras.

QUER SABER O QUE VAI ROLAR NO DIA? CONFIRA O  HORÓSCOPO DE HOJE  NO SITE DO JOÃO BIDU! O ASTRÓLOGO REVELA AS TENDÊNCIAS ASTRAIS PARA O SEU SIGNO.

O que são chakras e por que equilibrá-los

Os chakras são vórtices de energia localizados em todo o campo áurico que vibram de forma constante e têm como principais funções a distribuição e troca energética por todo o corpo. São centros energéticos importantes estudados em todo o complexo da anatomia sutil. Eles são considerados, não só na cultura hindu – da qual surgiram os primeiros estudos sobre esse tema -, mas também dentro de diversas linhagens espiritualistas e religiosas.

Existem, por todo o corpo etérico, diversos chakras, porém, dentro das práticas terapêuticas, são estudados sete chakras principais. Cada um deles está ligado a um corpo sutil, conta com uma cor vibracional correspondente e fica localizado em um ponto específico do corpo físico, regendo os órgãos identificados nessa área.

É importante manter o equilíbrio desses centros de energia. Quando estão equilibrados produzem bem-estar e saúde. Mas, quando estão em desequilíbrio podem ser os causadores de diversos problemas físicos, mentais, emocionais e espirituais.

Os cristais selecionados por grupos de cores são normalmente identificados com o chakra da mesma cor correspondente para promover o seu tratamento. Portanto, cada chakra poder ser alinhado com o uso de alguns cristais específicos. 

Chakras e os cristais para equilíbrio

Chakra Básico 

Considerado o primeiro chakra, seu nome em sânscrito é Muladhara. É considerado o chakra da raiz, responsável pela força, coragem e a sobrevivência. Fica localizado na base da coluna e a cor atribuída é o vermelho.

Leia Também:  Conheça a história da VW Variant, umas das primeiras peruas do Brasil

Quando está em equilíbrio promove vitalidade e segurança. Em desequilíbrio pode causar apatia, insegurança e raiva.

Cristais vermelhos: Rubi, Granada e Jaspe Vermelho.

Chakra Gerador ou Sexual

Considerado o segundo chakra, seu nome em sânscrito é Svadhishthana. É também conhecido como chakra sacral. É o chakra da procriação e o gerador das emoções. Fica localizado três dedos abaixo do umbigo, no baixo ventre, e a cor atribuída é o laranja.

Quando está em equilíbrio promove a criatividade, a autoestima, a sociabilidade e segurança emocional. Em desequilíbrio pode causar desânimo, desorganização e compulsões.

Cristais laranja: Calcita Laranja, Cornalina, Pedra do Sol e Pedra da Lua.

Chakra do Plexo Solar

Considerado o terceiro chakra, seu nome em sânscrito é Manipura. É o chakra da realização e do poder pessoal. Tem forte ligação com o senso de ego e com o sistema de crenças. Fica localizado três dedos acima do umbigo, na altura da boca do estômago, e a cor atribuída é o amarelo.

Quando está em equilíbrio promove motivação, alegria e capacidade de realização. Em desequilíbrio pode causar irritabilidade, impaciência, dispersão e hesitação.

Cristais amarelos: Citrino Natural, Topázio Imperial e Enxofre.

Chakra Cardíaco

Considerado o quarto chakra, seu nome em sânscrito é Anahata. É conhecido como o chakra do coração, responsável pelo sentimento de amor e compaixão e é de extrema importância para o processo de cura. Fica localizado no centro do peito, entre os mamilos, e a cor atribuída é o verde e também o rosa.

Quando está em equilíbrio desperta o acolhimento, o sentimento de perdão, o amor incondicional e capacidade de devoção e fé. Em desequilíbrio pode causar sensação de medo, nostalgia, frieza e desespero.

Leia Também

Cristais verdes/rosas: Quartzo Verde, Esmeralda, Malaquita, Quartzo Rosa, Rodocrosita e Kunzita.

Chakra Laríngeo

Considerado o quinto chakra, seu nome em sânscrito é Vishuddha. É o chakra da comunicação e da criatividade, visto como um portal de comunicação entre os chakras. Fica localizado na base do pescoço, na garganta e a cor atribuída é o azul.

Quando está em equilíbrio promove uma comunicação transparente, capacidade de manifestação e concretização das ideias. Em desequilíbrio pode causar introspecção, ansiedade falta de adaptação.

Leia Também:  Confira 6 banhos poderosos para atrair dinheiro

Cristais azuis: Água Marinha, Quartzo Azul, Turquesa e Larimar.

Chakra Frontal

Considerado o sexto chakra, seu nome em sânscrito é Ajna. É conhecido como o chakra do terceiro olho, responsável pelo processo de consciência, pensamentos, percepção e raciocínio. É onde se desenvolve a clarividência. Fica localizado na testa, entre as sobrancelhas, e a cor atribuída é o índigo e o violeta.

Quando está em equilíbrio promove expansão da consciência, poder mental e boa capacidade de compreensão e percepção. Em desequilíbrio pode causar incoerência, paranoia e utopia.

Cristais índigo/violetas: Sodalita, Lápis Lazúli, Fluorita e Ametista.

Chakra Coronário

Considerado o sétimo chakra, seu nome em sânscrito é Sahasrara. É conhecido como o chakra da coroa, responsável pela conexão com a espiritualidade, equilíbrio e evolução. Fica localizado no topo da cabeça e a cor atribuída é o branco, e em algumas literaturas o dourado, por representar a luz.

Quando todos os outros seis chakras estão em equilíbrio, este chakra se manifesta em perfeita harmonia, promovendo o autoconhecimento, centramento e a compreensão de tudo. Em desequilíbrio pode causar falta de inspiração, desconexão com o divino e ilusão.

Cristais brancos: Quartzo Branco, Selenita e Ulexita.

Dica

Uma boa dica para alinhamento energético dos chakras com o uso dos cristais é fazê-lo posicionando um cristal rolado, entre os indicados acima, no ponto específico de cada chakra.

Mantenha os cristais posicionados por aproximadamente 15 a 20 minutos, de forma relaxada, imaginando o equilíbrio físico, mental, emocional espiritual. Quando terminar, faça a  limpeza e energização dos cristais. Use-os somente para si próprio.

Exemplo:

  • Chakra Básico: Granada
  • Chakra Gerador: Calcita Laranja
  • Chakra do Plexo Solar: Citrino Natural
  • Chakra Cardíaco: Quartzo Rosa 
  • Chakra Laríngeo: Água Marinha
  • Chakra Frontal: Ametista
  • Chakra Coronário: Quartzo Branco

Texto: Sérgio Olens – Terapeuta holístico e oraculista

Instagram: @sergio.olens

LEIA TAMBÉM:

Fonte: IG Mulher

POLICIA

POLÍTICA MT

PICANTES

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA