ECONOMIA

Consumidores dos EUA tiveram dificuldades para acessar crédito e lidar com custos emergenciais em 2020, mostra estudo

Publicados

em


Por Jonnelle Marte

(Reuters) – Os consumidores norte-americanos tiveram dificuldades para acessar crédito este ano e se sentiram menos preparados para enfrentar custos inesperados, com os pedidos de cartões de crédito despencando, de acordo com uma pesquisa divulgada nesta segunda-feira pelo Federal Reserve de Nova York.

Consumidores de todas as idades e pontuações de crédito apresentaram menor demanda por cartões de crédito. Mas aqueles com maior pontuação de crédito continuaram a se candidatar a empréstimos hipotecários e refinanciamentos, que se tornaram mais acessíveis devido aos juros mais baixos.

O relatório refletiu como algumas famílias enfrentaram dificuldades financeiras em um ano em que a pandemia global deixou milhões de norte-americanos desempregados, com os trabalhadores de baixa renda carregando o maior fardo da perda de postos de trabalho.

Foi uma reversão total em relação ao relatório do ano passado, quando os pedidos por crédito aumentaram à medida que as pessoas tentavam tirar proveito de uma expansão econômica recorde e baixas taxas de juros.

Leia Também:  PCE dos EUA cresce a 0,6% em abril, em linha com o esperado; núcleo subiu a 0,7%

A parcela de consumidores que solicitaram cartão de crédito caiu 10,6 pontos percentuais entre fevereiro e outubro, para 15,7%, uma mínima desde o lançamento da pesquisa em outubro de 2013.

Os consumidores também disseram que se sentiam menos preparados para lidar com emergências financeiras. A probabilidade de conseguir 2 mil dólares para pagar uma conta surpresa no mês seguinte caiu para 65,6% em outubro, menor taxa desde que o relatório foi lançado.

((Tradução Redação São Paulo, 55 11 56447723))

Fonte: R7

POLICIA

POLÍTICA MT

PICANTES

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA