Geral

NA UNIMED EM RONDONÓPOLIS: Diabética, 59 anos, é 2º caso de contaminação em MT

Publicados

em

A cidade de Rondonópolis é a segunda de Mato Grosso a confirmar um caso de coronavírus, pelo menos em exame preliminar. A informação foi divulgada no fim da tarde desta terça-feira (17), pela própria prefeitura e a Unimed, já que a paciente, que tem 59 anos e é diabética, está internada em sua unidade. 

O médico infectologista Juliano Bevilacqua confirmou o caso em entrevista coletiva. A paciente está internada desde sexta-feira (13) em um hospital particular da Unimed. Ela tem 59 anos, é diabética e voltou do Egito. 

Em nota, a Unimed também confirmou o caso e adiantou que suspendeu procedimentos eletivos. “A Unimed Rondonópolis vem a público, comunicar a todos os seus clientes, cooperados e profissionais da área de saúde que, em virtude da pandemia do COVID-19, bem como a confirmação do primeiro caso da doença na cidade de Rondonópolis, serão suspensos, a partir desta data, todos os procedimentos eletivos, ou seja, aqueles que não caracterizam urgência/emergência, tais como: cirurgias eletivas, exames complementares de imagem eletivos e exames laboratoriais eletivos”.

Leia Também:  Prefeito alega prejuízo e pede fim da tarifa social em MT

” Também será restringido a entrada e a circulação de acompanhantes ou visitantes no Hospital Unimed. Lembramos que, os idosos e as pessoas que possuam comorbidades (doenças), as quais possam comprometer sua imunidade, só devem frequentar o ambiente hospitalar, em caso de urgência/emergência. Tais medidas visam colaborar com a redução na disseminação da doença, assim como contingenciar os serviços para o atendimento de possíveis novos casos do COVID-19″, continua a nota.

Os familiares da paciente que teve confirmado o caso de coronavírus já receberam todas as instruções necessárias para se precaver.

A prefeitura também informou que um caso suspeito foi descartado. Há ainda mais dois casos suspeitos na cidade.   

O médico infectologista Juliano Bevilacqua, que também integra o Comitê de Gestão de Crises, orientou  a população a evitar circular pela cidade e somente ir para hospitais em casos emergenciais. Segundo ele, pessoas que tiverem sintomas de gripe devem permanecer em casa e procurar hospitais somente se apresentarem febre alta e dificuldades respiratórias.

O infectologista reforçou que é fundamental buscar reduzir a transmissão do vírus evitando aglomerações de pessoas e contatos com idosos e doentes crônicos. “As pessoas só devem sair de casa por necessidade”, destacou e complementou que é preciso diminuir a letalidade do coronavírus.

POLICIA

POLÍTICA MT

PICANTES

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA