ARTIGOS

Dívida rural: 5 dicas para a saúde financeira do seu negócio

Publicados

em

Você está lidando com uma situação de dívida rural? Essa é uma complicação que atinge muitos negócios brasileiros e, mesmo que o cenário gerado pela pandemia do novo coronavírus não tenha influenciado diretamente o setor, muitas empresas possuem dívidas antigas ou que foram geradas por outras situações.

Em tais momentos, o primordial é não se desesperar, e por meio de um bom plano, contornar a dívida rural e reestabelecer a saúde financeira do seu negócio. Seguindo as orientações aqui elucidadas, e colocando em prática um plano estruturado de acordo com a realidade do seu negócio, você poderá não apenas estabilizar as suas finanças – mas também voltar ao caminho do crescimento sustentável.

O primeiro passo para lidar com a dívida rural é encarar a realidade do endividamento e buscar a ação. Com as dicas que preparamos para você, ficará ainda mais fácil sair dessa situação. Confira logo a seguir!

5 dicas para lidar com a dívida rural

Você está disposto a contornar uma situação de dívida rural e retomar a saúde financeira do seu negócio? Então veja as dicas que preparamos para você:

1. Parta para a ação

Quando você se encontra em situação de dívida rural, não adianta tapar o sol com a peneira. Não existe nenhuma possibilidade de que um milagre ocorra e, do dia para noite, um gênio da lâmpada faça suas dívidas sumirem.

É necessário encarar o problema de frente, aceitar a situação em que se está vivendo, e principalmente, ter a coragem de assumir sua parcela de culpa – mesmo que indireta – pela atual situação.

Mesmo que seu negócio tenha se endividado por situações externas que não estavam totalmente sob seu controle, é preciso reconhecer que a empresa poderia ter um fundo reserva ou encontrado uma alternativa para amenizar efeitos negativos de crises, por exemplo.

Depois de abraçar a realidade pela qual seu negócio está passando, você está preparado para agir – partindo para os próximos passos que vão ajudá-lo a contornar os problemas com o endividamento.

2. Entenda a realidade do endividamento

Uma vez que você teve coragem de enfrentar os seus problemas e arcar com sua parcela de culpa, agora é necessário enxergar de maneira clara e técnica quais motivos levaram seu negócio ao endividamento.

Foi uma crise mundial? Uma política pública inadequada? Uma praga na lavoura?

Essa resposta é muito importante. Ela permitirá que você estanque a ferida pela qual a saúde financeira do seu negócio se esvai. Além disso, essa informação pode ser usada como argumento para negociar com o seu credor e futuros investidores – e também para viabilizar uma blindagem de bens.

Uma negociação é regida por um tripé:

1.     Tempo

2.     Informação

3.     Poder

Nesta etapa, você está buscando reunir informações essenciais para lidar com a situação. A análise correta da sua atual conjuntura irá fazer toda diferença em um processo de revitalização do seu negócio.

3. Monitore incentivos que podem ser aproveitados

Uma outra dica para acabar (ou, pelo menos, amenizar) a dívida rural é monitorar incentivos que podem ser aproveitados. Principalmente em eventos que afetam todo o mercado, é comum que órgãos públicos apresentem iniciativas para minimizar os efeitos da crise.

Ótimos exemplos disso são o normativo BNDES 46/2018 (que prevê o alongamento das dívidas rurais), a portaria 14402/2020 da PGFN (que regulamenta a transação excepcional na cobrança da dívida ativa da União), a normativa 11/2020 TJSP (que trata da prorrogação de prazo para pagamento de dívidas), bem como fortalecimento do procedimento de conciliação entre as partes antes de uma demanda judicial.

Por isso, a importância de ser assessorado por um profissional com experiência na área, pois este não só estará antenado aos novos benefícios, como saberá exatamente o momento oportuno de se utilizar cada um deles.

Porém, é importante ressaltar que cada caso é um caso. Tem-se que analisar isoladamente cada situação para encontrar as alternativas viáveis.

4. Busque o auxílio de profissionais especialistas

Existe uma frase muito famosa que diz: “concentre-se naquilo que você é bom e sabe fazer. Todo o resto, delegue!”

E é exatamente essa a lógica que você pode usar para acabar com a dívida rural. Concentre-se em continuar produzindo riqueza com o seu negócio para que ele não pereça. Enquanto isso, conte com a contratação de especialistas conceituados e que entendam das normativas aplicadas para a concepção de perícias financeiras, jurídicas e patrimoniais do seu caso.

A maioria das respostas para solucionar um problema de endividamento encontram-se na mente dos próprios devedores, pois ninguém conhece seu negócio tão bem quanto eles mesmos. Em vez de causar ainda mais complicações com a interrupção do faturamento, você pode deixar os processos de negociação do endividamento nas mãos de parceiros confiáveis.

5. Trabalhe em equipe com os especialistas

Como dito anteriormente, o levantamento de informações é peça primordial para o tripé de negociações. Por isso, a troca de informações deve ser clara entre seu negócio e os especialistas que estão auxiliando na solução dos problemas com a dívida rural. Omitir informações ao seu advogado ou consultor é o mesmo que tentar mentir para o seu médico e esperar resultados positivos.

Ambos devem trabalhar de maneira coesa, a fim de enxergar o problema de cima, criando um sistema positivo para minimizar os prejuízos e acabar com a dívida rural. Dessa forma, será possível acabar com a dívida rural o quanto antes!

 

Cleverson Campos Contó
Advogado
Diretor Grupo Negocia Brasil
Especialista em Direito Bancário com ênfase no agronegócio

 

 

publicidade

publicidade

POLICIA

POLÍTICA MT

publicidade

PICANTES

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA