POLÍTICA MT

Emanuel cita ações sociais e dispara que Mauro “terceiriza problemas”

Publicados

em

 

­­

O prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (MDB) rebateu na manhã desta quinta-feira (29) a fala da secretária de Assistência Social, Rosamaria Carvalho, sobre a fila para receber doação de ossos de carne. A gestora disse que o Estado tem feito seu papel e criticou as ações realizadas pela Prefeitura.

Ela ainda afirmou que a função de executar políticas públicas de ponta não cabe ao Estado, mas, sim, ao município. A secretária destacou que o governo estadual distribuiu 330 mil cestas básicas em 2020 e que, em 2021, já foram quase 200 mil, sendo que 46 mil foram direcionadas a Cuiabá.

Nesta semana, o governador Mauro Mendes (DEM) também cobrou responsabilidade de Emanuel quanto a ações de assistência social para as famílias e ressaltou que o Governo do Estado tem feito a sua parte, mas que a responsabilidade é do gestor municipal.  “Essa secretária foi a mesma que disse que os ossinhos são nutritivos. É constrangedor e desanimador ver o governador declarando que a política de combate à pobreza na capital não é de sua responsabilidade. Não é novidade. Ele sempre terceiriza os problemas, como está fazendo agora com a vacinação”, declarou Emanuel em entrevista à Rádio CBN.

Leia Também:  PGR tenta no STF anular aumento automático dos salários dos deputados de MT

Após a repercussão do caso, tanto a Prefeitura quanto o Governo potencializaram uma série de ações para atender as famílias em situação de vulnerabilidade com entrega de cestas básicas, cobertores e kits de higiene. Emanuel destacou as ações realizadas pela Prefeitura durante a pandemia. “Estendemos na educação para 30 mil alunos e seus familiares o kit alimentação mesmo com aulas não presenciais. O kit é dado por alunos. Tem mãe que tem sete filhos e todos recebem. Quase 30 mil crianças e seus familiares são alimentados durante a pandemia e assim será até quando precisar. Já foram doados milhares de cobertores e cestas básicas, que estão sendo entregues para pessoas em situação de vulnerabilidade social. Paralelo a isso, estamos buscando programa de emprego e renda, o Qualifica Cuiabá 300 já qualificou mais de 4 mil mulheres”, explicou.

O prefeito ainda argumentou que os problemas sociais sempre existiram. “A fome é diária. É a maior dor que o ser humano pode sentir. Então, vivemos em um país com muitas complicações sociais. Os problemas sociais sempre existiram, eu prefiro olhar pelo lado bondoso de quem se solidariza. Enquanto trabalhamos criando uma política pública efetiva, nós contamos com gente de bom coração. Claro, é ruim, é constrangedor ver aquela cena. Cuiabá é muito mais que isso do que está sendo vendido em nível nacional. Mas o assunto tem que ser abordado e eu levanto, principalmente, o assunto solidariedade”, finalizou.

Leia Também:  Avenida do CPA terá parque de árvores; Mauro cita solução para "vergonha nacional"

 

 

 

 

POLICIA

POLÍTICA MT

PICANTES

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA