POLÍTICA MT

Emanuel Pinheiro responde provocação de Mauro Mendes

Publicados

em

O prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (MDB), respondeu a provocação do governador Mauro Mendes (DEM) durante a assinatura do contrato para a aquisição de um crédito de R$ 125 milhões para a ampliação do “Contorno Leste” – uma avenida de 17 KM que será construída na Capital.

Durante o evento, realizado na tarde desta quarta-feira (4), Emanuel Pinheiro “aconselhou” Mauro Mendes dizendo “aceita que dói menos”. O motivo da briga é a nova avaliação da capacidade de pagamento de Cuiabá, que apresentou melhora em relação ao ano passado.

“Sobre a fala do governador, já tô me antecipando. Eu só tenho uma resposta, convidando para os próximos capítulos. Ele falou para esperar os próximos capítulos, não falou isso? Estranho né. Vamos ver os próximos capítulos. Tá aqui os próximos capítulos. A única que eu tenho a falar, não vou falar mais nada além disso: aceita que dói menos”, aconselhou Emanuel Pinheiro.

A declaração ocorre em resposta ao comentário de Mauro Mendes, que na última segunda-feira (2) disse ter achado “estranho” que o índice que mede a Capacidade de Pagamento (Capag), elaborado pelo Tesouro Nacional, tenha classificado Cuiabá com a nota “B” – ou seja, o município vem conseguindo equilibrar suas receitas e despesas.

Leia Também:  Bebê de 10 meses é feito de refém por mãe armada com faca

“Eu não tenho acompanhado, mas achei muito estranho esse negócio. Mas, como diz o outro, vamos ver os próximos capítulos”, ironizou Mauro Mendes.

Na avaliação de Emanuel Pinheiro, o que causou “surpresa para muitos” – a classificação com nota “B” da Capital -, foi resultado de um planejamento iniciado em meados de 2019, com a criação do comitê de ajuste fiscal na prefeitura de Cuiabá.

“No dia 1º de julho do ano passado eu criei o comitê de ajuste fiscal e coloquei na presidência do comitê o secretário adjunto do tesouro. Dei algumas metas para esse comitê, por isso que, o que foi surpresa para muitos, o que foi estranho para outros, para nós era perfeitamente planejado que Cuiabá viria para a letra B. Já no começo de 2020 mostrando a nossa boa saúde fiscal”, explicou Pinheiro.

Emanuel Pinheiro e Mauro Mendes lideram grupo diferentes da política em Mato Grosso e vem “acentuando” suas diferenças nos últimos anos – incluindo provocações, e “recados” enviados por meio da imprensa, de ambos os lados.

Leia Também:  Vereador conclama a população para afastar Emanuel Pinheiro do cargo

 

 

Fonte: FolhaMax

POLICIA

POLÍTICA MT

PICANTES

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA