MANCHETE 2

Emanuel sinaliza saída do MDB; PV assume dívidas da campanha em Cuiabá

Publicados

em

 

O vice-prefeito de Cuiabá, José Roberto Stopa (PV), admitiu que deve realizar uma “vaquinha” para pagar as dívidas de campanha do prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) – reeleito no segundo turno nas eleições municipais de 2020. Em conversa com jornalistas na última segunda-feira (18), Stopa revelou que o MDB, partido de Pinheiro, teria feito “retaliações” ao então candidato que buscava a reeleição.

A sigla já adiantou que não irá assumir as dívidas de campanha do chefe do Poder Executivo da Capital, que trava um cabo de guerra com algumas lideranças da agremiação, como a deputada estadual Janaína Riva e o deputado federal Carlos Bezerra. Emanuel não aceita que o advogado Francisco Faiad deixe a presidência do MDB de  Cuiabá.

Stopa prevê que a “vaquinha” deve ser lançada no próximo mês de fevereiro. O valor da dívida de Pinheiro é de R$ 2,6 milhões. “Vamos começar a organizar, a partir de fevereiro, vaquinhas virtuais, daqueles que puderem contribuir no sentido do pagamento dessa dívida. O PV assumiu a dívida num momento delicado enquanto o prefeito Emanuel Pinheiro sofria algumas retaliações do MDB. O PV, obviamente, como também participante da chapa majoritária, não hesitou em assumir a dívida”, garantiu o vice-prefeito.

ESPAÇO NO ALENCASTRO

Por falar em cobrança de dívidas, José Roberto Stopa também comentou sobre o “desejo” do PV de “ampliar espaço” e conseguir mais cargos na prefeitura de Cuiabá. Questionado sobre a possibilidade, o vice-prefeito admitiu que seria “hipocrisia” dizer que a sigla não almeja mais “poder” na administração municipal.

“Dizer que o partido não almeja novos espaços, obviamente seria hipocrisia dizer isso. Mas dentro de um contexto de razoabilidade, quem está tratando isso é a executiva municipal [do PV] e os três vereadores, a nossa bancada. Mas com todo o respeito, e sabendo o nosso limite. Sabendo também respeitar o limite dos partidos aliados. Porque se ganhamos a eleição não ganhamos sozinho, não foi só o MDB, não foi só o PV, mas sim todos os partidos da aliança, e até aqueles que de repente estavam em outra aliança”, admitiu ele.

Na Câmara de Vereadores de Cuiabá, o PV conta atualmente com três vereadores. Stopa garantiu que o Partido permanece na base aliada do prefeito Emanuel Pinheiro, como ocorreu na primeira gestão do mandatário na Capital.

 

POLICIA

POLÍTICA MT

PICANTES

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA