MANCHETE

EUA enviam força naval para Costa da Venezuela

Publicados

em

Trump afirma que o aparato militar fará parte de uma nova operação de combate ao tráfico de drogas. Para vice-presidente venezuelano, movimentação é tentativa de desviar atenção da crise provocada pelo coronavírus no país

O presidente dos EUA, Donald Trump, anunciou nesta quarta-feira (1) que despachou uma frota de navios, aviões e helicópteros de combate para águas do Caribe e do Pacífico oriental, nas proximidades do território venezuelano, com o objetivo de realizar tarefas de “vigilância”. A operação acontece menos de uma semana depois do Departamento de Justiça dos EUA acusar o presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, e outros líderes chavistas de tráfico de drogas.

“Os Estados Unidos estão lançando uma operação antidrogas aprimorada no Hemisfério Ocidental para proteger os americanos do flagelo mortal de narcóticos ilegais”, afirmou Trump. “Não permitiremos que os cartéis de drogas aproveitem a pandemia [Covid-19] para ameaçar a vida dos americanos”, acrescentou.

Trump fez o anúncio da operação acompanhado pelo secretário de Defesa, Mark Esper, antes da coletiva sobre a situação da pandemia nos EUA. No entanto, nenhum deles deu muitos detalhes sobre as atividades. Mais tarde, o Comando Sul do Exército dos EUA publicou no Twitter que a iniciativa “duplicará as capacidades na região”.

Leia Também:  Juiz concede visita médica para agente no município da última vítima

O vice-presidente da Venezuela, Jorge Rodríguez, chamou o anúncio de “uma tentativa de desviar a atenção” do que está acontecendo nos EUA com a crise de sanitária causada pela Covid-19. Maduro já havia rechaçado as acusações criminais, quando da sua divulgação.

POLICIA

POLÍTICA MT

PICANTES

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA