MANCHETE

Ex-prefeito de VG faz acordo com MPE para devolver R$ 142 mil

Publicados

em

 

O ex-prefeito de Várzea Grande, na Região Metropolitana de Cuiabá, fez um acordo para devolver R$ 114 mil, além do pagamento de uma multa de R$ 28 mil, numa ação por improbidade administrativa ingressada pelo Ministério Público do Estado (MPMT). Walace concedeu a ele mesmo um auxílio funeral pela morte da própria mãe, no valor de R$ 55 mil.

Segundo a denúncia, Walace Guimarães concedeu o auxílio funeral, a si mesmo, na qualidade de prefeito de Várzea Grande. O pagamento, porém, não cumpria os requisitos necessários.

O acordo entre o ex-prefeito de Várzea Grande e o MPMT foi estabelecido em 30 de julho de 2021, onde serão pagas 12 parcelas. A decisão que homologou o acordo é do juiz da 2ª Vara da Fazenda Pública de Várzea Grande, Wladys Freire do Amaral. “Inexistindo óbice legal, homologo, para que surta os seus jurídicos e legais efeitos, o acordo de não persecução cível celebrado”, diz trecho da decisão do juiz.

O auxílio foi concedido pelo próprio Walace Guimarães em maio de 2013 em razão do funeral da mãe – morta naquele mesmo mês -, e segundo a denúncia não houve a apresentação de provas suficientes de que ela era dependente financeira do filho político. Wallace Guimarães foi eleito em 2012 prefeito de Várzea Grande mas acabou sendo cassado pela Justiça Eleitoral em maio de 2015 por gastos ilícitos em sua campanha à prefeitura.

Leia Também:  TCE-MT julga regular tomada de contas na Secid

A segunda colocada no pleito, Lucimar Campos (DEM), acabou assumindo o cargo, sendo reeleita no ano seguinte, em 2016. Filiado ao PV, Wallace tentará em 2022 uma vaga na Assembleia Legislativa.

POLICIA

POLÍTICA MT

PICANTES

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA