POLÍTICA MT

Governador diz que prioridade é gestão e apoio ao Senado não será revelado por enquanto

Publicados

em

O governador, Mauro Mendes (DEM), disse à imprensa que por enquanto não deve revelar quem irá apoiar na eleição suplementar ao Senado, que será realizada no dia 26 de abril. O democrata ainda afirmou que no momento está focado em sua gestão.

“Por enquanto, tenho muitas obrigações e compromissos para me ocupar no Governo. Tenho dito e repito isso. Não é uma prioridade minha fazer definição de apoio político neste momento”, comentou.

Mendes tem agido com cautela devido ao fato de muitos de seus aliados terem a intenção de concorrer ao cargo. São eles, o vice-governador Otaviano Pivetta (PDT), o chefe do Escritório de Representação de Mato Grosso em Brasília, Carlos Fávaro (PSD), a superintendente do Procon, Gisela Simona (Pros), o líder do Governo, Dilmar Dal’Bosco (DEM), e o ex-governador, Júlio Campos (DEM).

“Assim que o cenário estiver definido, saber quem são os candidatos que verdadeiramente irão se inscrever, vou analisar internamente com aqueles que estão mais próximos do grupo político que eu faço parte. Aí vou tomar uma decisão. Isso deve acontecer somente depois das inscrições fechadas”, explicou.

Leia Também:  Uma semana após a esposa, ex-vereador de Cuiabá morre vítima da Covid

POLICIA

POLÍTICA MT

PICANTES

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA