ECONOMIA

Governo entrega PEC que reformula Bolsa Família para R$ 400 ao Congresso

Publicados

em


source
Ciro Nogueira será um dos intermediadores do governo para aprovação do novo Bolsa Família
Agência Brasil

Ciro Nogueira será um dos intermediadores do governo para aprovação do novo Bolsa Família

O governo federal entregou nesta segunda-feira (02) a proposta de emenda à Constituição (PEC) que reformula o Bolsa Família e aumenta o valor das parcelas do benefício. De acordo com a proposta, os beneficiários receberão, em média, R$ 400. 

O valor pretendido pela cúpula do Palácio do Planalto é muito acima do pretendia a equipe econômica, que era pouco mais de R$ 250, mas abriu a possibilidade de reajuste o programa assistencial em R$ 300. No entanto, o Ministério da Economia está preocupada com a retirada do dinheiro para o pagamento do benefício. 

Precisando de popularidade às vésperas das eleições de 2022, o presidente Jair Bolsonaro acredita que o reajuste do Bolsa Família poderá angariar votos de beneficiários e reverter os índices de votos das pesquisas de opinião. Não atoa, o governo mandou sua linha de frente para a negociação do novo benefício aos congressistas. O ministro-chefe da Casa Civil, Ciro Nogueira, e a secretária de Governo, Flávia Arruda, ex-parlamentares e que possuem trânsito nos corredores do Congresso Nacional. 

Entretanto, para viabilizar o alto reajuste do benefício, os parlamentares precisarão diminuir gastos da União, mas a medida encontra resistência dos congressistas. Na última tentativa do governo de alterações no programa social, o Ministério da Economia sugeriu mexer em precatórios, entretanto a notícia foi mal recebida pelo mercado financeiro e parlamentares. 

Ainda não há a confirmação sobre quais as alterações que serão feitas e nem a quantidade de novos beneficiários do Bolsa Família. 

POLICIA

POLÍTICA MT

PICANTES

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA