TECNOLOGIA

HBO Max e Discovery+ vão se tornar uma única plataforma de streaming

Publicados

em

HBO Max será fundido ao Discovery+
Reprodução

HBO Max será fundido ao Discovery+

Nesta quinta-feira (4), a Warner Bros. Discovery bateu o martelo e confirmou que suas plataformas de streaming HBO Max e Discovery+ serão unificadas. Ainda sem nome e valor definido, o novo serviço será lançado nos países da América Latina, incluindo o Brasil, entre setembro e dezembro de 2023.

A notícia, revelada na teleconferência que apresentou os resultados financeiros do segundo trimestre da empresa, vinha sendo especulada já algum tempo, desde quando a Discovery comprou a WarnerMedia (antiga AT&T) em abril deste ano. Na época, a fusão movimentou US$ 43 bilhões e chamou atenção do mercado por originar uma verdadeira gigante do mercado de entretenimento.

Chefiada por David Zaslav (ex-NBC), a agora Warner Bros. Discovery anunciou que, entre junho e setembro de 2023, já terá a sua nova plataforma funcionando nos EUA. E que em 2024, após a vinda para a América Latina, será a vez dos mercados da Europa e da Ásia receberem a novidade.

O serviço, que fundirá a HBO Max e o Discovery+, pretende mesclar o que há de melhor em cada um dos streamings, somando seus pontos fortes de conteúdo e tecnologia. Além disso, a previsão é de que até 2025, a nova plataforma já conte com 130 milhões de assinantes globais. Número esse que, atualmente, em comparação à soma dos assinantes da HBO Max e Discovery+, é de 92,1 milhões.

Leia Também:  YouTube é multado em R$ 2 bi na Rússia por manter vídeos 'proibidos'

Empresa enfrenta cancelamentos e mudanças

No último dia 02, a empresa surpreendeu o público ao anunciar que Batgirl, futuro filme da empresa estrelado por Leslie Grace e que já estava em fase de pós-produção, seria cancelado. O longa-metragem era uma produção bastante aguardada pelos fãs da DC, especialmente por trazer o ator Michael Keaton, reprisando o seu papel de homem-morcego.

Com um orçamento de US$ 90 milhões, o título foi cancelado sem grandes explicações, e sem chance de, mesmo não indo para as telonas, desembarcar diretamente na HBO Max.

Pouco depois, usuários do Reddit descobriram que seis longa-metragens, feitos especialmente para a HBO Max, foram retirados da plataforma discretamente pela empresa.

O fato ganhou ainda mais repercussão depois que a IndieWire revelou que os títulos seriam apenas os primeiros de uma longa lista de exclusões e que as medidas, além de estarem relacionadas a decisões econômicas da empresa, refletiam o novo posicionamento mais cauteloso de David Zaslav em relação aos lançamentos da plataforma.


Fonte: IG TECNOLOGIA

POLICIA

POLÍTICA MT

PICANTES

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA