JUDICIÁRIO MT

Juiz condena deputado e secretário por superfaturamento e interrompe direitos políticos por 5 anos em MT

Publicados

em

O deputado federal Juarez Costa (MDB) e o atual secretário de Estado de Agricultura Familiar, Silvano Amaral (MDB), foram condenados por desvio de dinheiro e à perda dos direitos políticos por cinco anos. A decisão foi do juiz da Vara Especializada de Fazenda Pública, Mirko Vicenzo Gianotti, nesta última terça-feira (13).

Além deles, os servidores Antônio Vivalde Reis Júnior, Ademir Alves da Guia, Adriano dos Santos, Kely Cristine de Oliveira e ainda Valmir Gonçalves de Amorim e a empresa Dymak Máquinas Rodoviárias Ltda deverão ressarcir o município de Sinop (503 km de Cuiabá), em R$ 108,066 mil devido ao superfaturamento de 21,07% na compra de uma máquina escavadeira em uma licitação no ano de 2009.

Na época do superfaturamento, o deputado era prefeito de Sinop e Silvano Amaral fazia parte da administração municipal, no comando da secretaria de Finanças. 

O Ministério Público de Mato Grosso (MPMT) propôs uma ação de responsabilização por ato de Improbidade Administrativa e abriu um inquérito civil.

“Houve, sim, superfaturamento e que o procedimento licitatório foi viciado, uma vez que o município de Sinop sequer realizou pesquisa de mercado para buscar reais vantagens para si na contratação, bem como que a empresa vencedora ofereceu um produto superfaturado que não possui, tendo que requerer a alteração do produto e suas especificações, configurando-se, assim, desvio de finalidade na licitação e consequente contratação”, diz trecho da denúncia do MPMT. 

Leia Também:  TCE-MT - Coaf detecta saques milionários em espécie por empresas de Software para pagar propinas aos Conselheiros
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

POLICIA

POLÍTICA MT

PICANTES

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA