CIDADES

Lucas comemora 33 anos com lançamento de ferrovia

Publicados

em

 

Lucas do Rio Verde, no médio norte mato-grossense, com 67.620 habitantes (45.556 em 2010), distante 336 quilômetros de Cuiabá, 16º município brasileiro com maior valor de produção agrícola, comemora 33 anos de emancipação administrativa nesta quinta-feira (05.08), com investimentos estaduais em moradia, pavimentação urbana, educação, assistência social e em infraestrutura ferroviária.

Em julho, o governador Mauro Mendes lançou o edital de chamamento público para a construção da primeira ferrovia estadual em Mato Grosso, interligando Rondonópolis e Lucas do Rio Verde, passando por Cuiabá e Nova Mutum, e conectada à malha ferroviária nacional.

Investimento de R$ 12 bilhões, com geração estimada de mais de 235 mil empregos, a previsão é a de que o Terminal de Lucas do Rio Verde seja concluído até o 2º semestre de 2028.

Também em julho foi assinado aditivo com a Caixa Econômica Federal para aporte de R$ 2,2 milhões, recursos da Secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística (Sinfra), para a retomada das obras de 350 unidades habitacionais do Residencial Vida Nova II, no município.

Resultado de convênio com a Sinfra/MT, a prefeitura luquense abriu licitação para execução de pavimentação asfáltica, meio fio e sarjeta, no Loteamento Venturini.

Educação

A Secretaria de Estado de Educação (Seduc) investe na construção da Escola Estadual Tarsila do Amaral, que atenderá cerca de 1.400 alunos dos anos finais do Ensino Fundamental e do Ensino Médio.

Serão 16 salas de aula, laboratórios de informática, de química, biblioteca, além de toda a estrutura administrativa e a quadra poliesportiva com vestiários. Os investimentos são de R$ 8,699 milhões.

Assistência Social

Por meio da Secretaria de Estado de Trabalho e Assistência Social (Setasc), além da entrega de 2.416 cartões do Ser Família Emergencial, foram doados a famílias carentes do município 1.300 cestas básicas entre 2020 e 2021 pelo programa Vem Ser Mais Solidário e 553 cobertores, pelo Aconchego.

Leia Também:  Três senadores já foram diagnosticados com coronavírus

A Setasc atuou na intermediação de oferta de empregos, com 7.380 vagas oferecidas, 6.595 inscritos, 37.595 encaminhados e 2.943 colocados. Também intermediou a concessão de seguro-desemprego, dos quais 8.237 formais e 254 domésticos.

Segurança

Lucas do Rio Verde é um dos 50 municípios a serem beneficiados com a implantação de radiocomunicação digital, pela Secretaria de Estado de Segurança Pública (SESP). Esta é a terceira etapa do Projeto, que prevê todo o Estado utilizando a ferramenta até o próximo ano.

Saúde e repasses

A Secretaria de Estado de Saúde (SES) repassou ao município 5.575 testes rápidos para detecção do coronavírus e medicamentos para combatê-lo, num total de 239.804 comprimidos, entre azitromicina (29.490), ivermectina (23.592) e dipirona (186.722), também distribuído em gotas, com 4.587 frascos.

Entre 2020 e junho de 2021, o Governo do Estado repassou R$ 152,5 milhões aos cofres municipais em ICMS, IPVA e Fethab; R$ 1,88 milhão em assistência social, transporte escolar entre 2019 e 2020; e R$ 19,9 milhões em fundos de saúde entre 2019, 2020 e 2021.

Economia

Segundo o IBGE, 2.877 empresas ou organizações em operação no município – entre elas, duas agroindústrias (proteína animal e biocombustíveis), uma indústria de fertilizantes, uma de químicos e duas distribuidoras de insumos – responderam pela sexta maior massa salarial de Mato Grosso.

Entre salários e outras remunerações, pagaram R$ 777,617 milhões a 26.881 pessoas ocupadas (41% da população), das quais 22.956 assalariados. Média de 2,6 salários mínimos mensais.

Leia Também:  Idosa de 105 anos e jovem de 35 morrem de Covid em MT

Mesmo ocupando a 16ª posição no ranking nacional dos municípios com maior valor de produção agrícola em 2019, os setores de serviços (R$ 1,8 bilhão) e indústria (R$ 1,222 bilhão) foram os principais responsáveis pela composição do Produto Interno Bruto (PIB) Municipal de 2018, de R$ 4.569 bilhões, o sexto maior do Estado e cujo percentual de crescimento em relação ao ano anterior foi de 22,7%.

Agropecuária (R$ 637,09 milhões) veio em seguida, acompanhada de administração pública (R$ 416,978 milhões) e impostos (R$ 487,123 milhões). O PIB per capita foi R$ 72.058,74.

Sexto colocado na produção estadual de milho (1,04 milhão de toneladas) e sétimo em algodão (179,78 mil toneladas) em 2019, Lucas do Rio Verde cultiva ainda 789,6 mil toneladas de soja, além de arroz, feijão, mandioca, melancia, melão, sorgo, borracha, coco-da-baía, limão e tangerina.

O município também se destaca na pecuária mato-grossense. É o segundo maior produtor estadual de alevinos (6,5 milhões), terceiro maior rebanho galináceo (7,4 milhões de cabeças) e sétimo rebanho suíno (133,129 mil).

Detém um rebanho bovino com 37,29 mil cabeças, das quais 1,7 mil vacas, com 2,75 milhões de litros de leite; um plantel de 362,4 mil galinhas com quase 5,5 milhões de dúzias de ovos e 3.410 ovinos, além de 4,5 toneladas de mel de abelha e 530 toneladas de peixes em cativeiro.

Na silvicultura, conta com 5,9 mil hectares de eucaliptos plantados, 20 mil m3 de lenha e 3,9 mil de madeira em tora.

 

POLICIA

POLÍTICA MT

PICANTES

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA