POLÍTICA MT

Lucas do Rio Verde está entre os municípios com mais mortos pelo covid

Publicados

em

 

Sessenta e dois óbitos foram registrados por covid em Lucas do Rio Verde desde o começo da pandemia, conforme as estatísticas do governo do Estado. Um número que deixou a cidade entre os 10 municípios com maior número de vítimas fatais.

Para o candidato à prefeitura da cidade, Miguel Vaz (Cidadania), o cenário é resultado da omissão do poder municipal, que não conseguiu credenciar as Unidades de Terapia Intensivas da cidade e ainda deixou de aplicar os recursos federais que vieram destinadas para o tratamento da doença, no valor de R$ 17 milhões.

Outro argumento de Vaz é a falta de estratégia, bem como a desativação de unidades de atendimento básico no município. “Muitos luverdenses precisaram ser transferidos para outros cidades e o tempo é algo essencial e decisivo para sobrevivência”, afirma Vaz.

Os dados mostram que Lucas do Rio Verde é o 8º em número de óbitos pela covid, no entanto é o 6º no que diz respeito a mortalidade da doença com 0,94 pessoas a cada grupo de 100 mil habitantes, perdendo para Cuiabá (1,61), Várzea Grande (1,65), Rondonópolis (1,38), Cáceres(1,15), Sorriso(1,05). “Realmente estamos vivendo um momento triste da história que marcou a nossa vida. Mudamos a maneira de pensar e o jeito de viver. Penso que esse momento nos traz um alerta e que a partir dessa pandemia devemos conversar mais, passar mais tempo com a família e amigos. Resumindo menos correria e mais diálogo pois a vida e a saúde, física e mental, devem estar em primeiro”, enfatizou.

Na opinião do candidato a vice-prefeito, Márcio Pandolfi (PDT) é inadmissível que Lucas esteja entre os munícipios com mais mortes por covid no Estado. “Não dá para aceitar, foi erro de gestão. A verba federal chegou e não foi bem aplicada. Desde os testes rápidos, que isolariam as pessoas contaminadas, a abertura imediata de leitos exclusivos para covid, até a abertura de hospital de campanha com enfermaria e leitos de UTI, se fosse necessário. Não foi feito um planejamento e isso comprometeu significativamente a eficiência no investimento contínuo”, afirma.

A Prefeitura de Lucas do Rio Verde recebeu R$ 17 milhões que deveriam ter sido aplicados especialmente na prevenção e combate a proliferação da covid. A gestão atual tentou aprovar junto a Câmara Municipal da cidade que o recurso fosse utilizado no pagamento da folha de servidores.

Contudo, a proposta foi aprovada com uma série de emendas. Nelas, os vereadores aprovaram dia 7 de outubro com seguinte rateio: R$ 5 milhões foram destinados ao Hospital São Lucas, para o pagamentos dos médicos e compra de equipamentos e insumos, R$ 3 milhões para a recuperação asfáltica do Bairro Menino Deus, R$ 3 milhões para a recuperação asfáltica da Rodovia MT-449 e R$ 6 milhões para o custeio da folha de pagamento dos servidores municipais.

Fonte: Folha Max

POLICIA

POLÍTICA MT

PICANTES

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA