conecte-se conosco

Geral

Mandetta: “Tem que melhorar esse negócio de quarentena, foi precipitado”

Publicados

em

Além de elogiar o pronunciamento de ontem em que Jair Bolsonaro criticou o confinamento em massa da população, Luiz Henrique Mandetta disse que houve precipitação em quarentenas decretadas nos estados — ele defendeu que a medida seja feita em coordenação com o Ministério da Saúde, no tempo e locais certos.

“A gente tem que melhorar esse negócio de quarentena, ficou muito desarrumado, não ficou bom. Foi precipitado, foi cedo. Foi uma sensação de entramos e agora como é que saímos. Então as pessoas têm que saber se vamos fazer um sacrifício de uma semana agora, vamos. Se daqui a duas ou três semanas chegarmos nesse patamar, talvez que tenhamos que parar por mais tanto. E assim a gente vai junto, de dançar essa sanfona, de parar um pouquinho, pode andar”, afirmou.

Ele também explicou os termos usados hoje pela manhã por Bolsonaro sobre a quarentena horizontal e vertical.

“Tem duas maneiras de se fazer eventuais quarentenas. Tem essa que é a horizontal. Tem uma que é chamada vertical, quando você fala que o risco do pessoal abaixo de 49 anos é tão baixo, que se tiverem um bom comportamento social, você pode soltar. Tem um bando de gente estudando aqui, com salas de situação, tem epidemiologistas daqui, de fora. Está tudo bem.”

Propaganda
1 comentário

1 comentário

  1. Luiz carlos martin

    26/03/2020 - 14:23h às 2:23 pm

    Covarde, oportunista, protegendo a filhota?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Geral

Trump alerta norte-americanos sobre próximas duas semanas difíceis na luta contra coronavírus

Publicados

em

 

.

 

Donald Trump durante entrevista coletiva, em 31 de março de 2020 — Foto: Tom Brenner/Reuters

O presidente Donald Trump avisou nesta terça-feira que os Estados Unidos devem se preparar para um período de duas semanas muito brutal.

A projeção da Casa Branca é de que pode haver de 100 mil a 240 mil mortes nos EUA por causa da pandemia de Covid-19, mesmo se as regras de distanciamento social forem obedecidas.

Autoridades de saúde ressaltaram que o número pode ser menor se as pessoas mudarem seu comportamento.

 

 

Trump vai estender o distanciamento social até o final de abril

Trump vai estender o distanciamento social até o final de abril

“Nós realmente acreditamos que podemos ter resultados melhores que esse”, disse a doutora Deborah Birx, coordenadora da força-tarefa da Casa Branca.

Para isso, seria preciso que todos os americanos cumprissem as normas para evitar que o surto aumente.

Trump disse que os esforços são uma questão de vida ou morte, e pediu ao público que siga as regras do governo. Ele previu que o país vai ver uma luz no fim do túnel e que a pandemia matou mais de 3.500 americanos e infectou mais de 170 mil.

“Eu quero que cada americano esteja preparado para dias difíceis. Nós vamos passar por duas semanas muito brutais”.

O doutor Anthony Fauci, o principal especialista de doenças infecciosas do governo dos EUA, disse que os números são preocupantes e pediu para que os americanos acelerem os esforços para mitigar a doença.

“Nós continuamos a ver as coisas subirem, não podemos ser desencorajados, porque a mitigação na verdade está funcionando e vai funcionar”, afirmou ele.

Birx disse que as primeiras projeções colocavam o número de mortes entre 1,5 milhão e 2 milhões, mas que esse era o pior dos cenários, que não levava em consideração os esforços de distanciamento social.

Continue lendo

POLICIA

POLÍTICA MT

PICANTES

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA