POLÍCIA

Marido espanca esposa e PM acha metralhadora e munições em MT

Publicados

em

Um homem de 52 anos, foi preso na noite desta quarta-feira (04), após agredir a esposa e ameaçá-la com uma submetralhadora .40. O fato aconteceu no bairro Ibirapuera, em Sinop (490 km de Cuiabá).

Além da arma, com o suspeito foram apreendidas mais de 100 munições do mesmo calibre. Segundo as informações do registro da ocorrência, a equipe da Polícia Militar foi acionada por um vizinho da vítima, informando que a filha dela teria pedido ajuda, pois os pais estavam tendo uma briga, na qual o homem estava armado e os ameaçando de morte.

Quando os militares chegaram ao local, encontraram o vizinho que relatou que conversava com a filha do casal por telefone quando notou a discussão entre os envolvidos. Disse ainda que ouviu quando o suspeito extremamente alterado ameaçou a esposa de morte.

A testemunha contou ainda que devido ao histórico agressivo do acusado, resolveu acionar a PM. Quando os policiais chegaram na residência indicada pela testemunha, encontraram o suspeito em companhia da filha.

Questionado sobre o que estaria acontecendo no local, o homem disse que nada de grave e que apenas teria discutido com a mulher. O homem disse ainda que a guarnição poderia entrar e verificar qualquer irregularidade.

Leia Também:  Homem espanca ex e é preso embaixo de caminhão em MT

Já a esposa do acusado, relatou que estava tento uma discussão com o marido, que teria proferido palavras em tom de ameaça, dizendo que ela deveria pegar suas coisas e sair de casa, pois o pior poderia acontecer. No momento da discussão, a filha do casal começou a chorar e a vítima tentou acalmá-la, chamando o suspeito para conversar, momento em que acabou sendo agredida por ele.

Durante buscas realizadas no interior da residência, a guarnição encontrou uma case fechada em cima do armário, contendo uma submetralhadora CTT calibre .40, com 4 carregadores e 101 munições.  Após ser ouvida, a vítima manifestou intenção de representar contra as agressões físicas e psicológicas que vemsofrendo, bem como solicitar medidas protetivas de urgência em desfavor do suspeito.

Diante dos fatos, as partes envolvidas e os materiais apreendidos, foram encaminhados para a delegacia depolícia, para o registro do boletim de ocorrência e demais providências.

Fonte: Folha Max

POLICIA

POLÍTICA MT

PICANTES

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA