MATO GROSSO

“Mato Grosso não vai só exportar estratégia, mas também solução para o enfrentamento aos incêndios”, destaca secretária de Meio Ambiente

Publicados

em


A iniciativa de produção própria de abafadores, sem custo ao Estado e com materiais reutilizados, é inédita e servirá de exemplo, principalmente aos estados da Amazônia Legal que compartilham os mesmos desafios com relação ao controle dos incêndios florestais, afirma a secretária de Estado de Meio Ambiente, Mauren Lazzaretti. 

“A entrega dos abafadores não só é uma ação estratégica, como inovadora. Estamos falando de um insumo para o combate aos incêndios fabricado com recursos reaproveitados. Mato Grosso não vai só exportar estratégia, mas também solução para o enfrentamento aos incêndios”, avalia. 

A iniciativa mostra ainda a união de esforços entre os setores para oferecer todo o suporte para que os incêndios que ocorreram no ano passado não alcancem as mesmas proporções. A madeira utilizada nos cabos dos primeiros 200 abafadores fabricados é de apreensão de infratores, já para os outros mil acessórios, a doação veio do Centro das Indústrias Produtoras e Exportadoras de Madeira do Estado de Mato Grosso. A lona é reaproveitada de esteiras de borracha, e a mão de obra de reeducandos. 

Leia Também:  Poder Judiciário de Mato Grosso

“Os desafios para o combate aos incêndios são os mesmos de outros estados da Amazônia Legal, mas nenhum outro tem uma estrutura de resposta, a cooperação e a união de esforços que Mato Grosso tem.  As estruturas de segurança pública e de meio ambiente trabalham juntas, as nossas ações são cooperadas, e os nossos recursos são divididos para dar a melhor resposta ao cidadão”, conta.

A entrega dos abafadores começou nesta quarta-feira (9.06) com um primeiro lote de 200 unidades para moradores de Poconé, uma das regiões mais atingidas pelos incêndios no ano passado. 

Serão fabricados e distribuídos 1200 abafadores, em uma parceria entre o Corpo de Bombeiros Militar (CBM) por meio do Batalhão de Emergências Ambientais (BEA), Secretarias de Segurança Pública, e de Meio Ambiente, o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural de Mato Grosso (Senar-MT), e o Cipem. 

As 1200 pessoas que receberão os abafadores são parte de comunidades tradicionais, indígenas, pantaneiros, e de áreas rurais em geral, que fizeram o curso de instrução do Corpo de Bombeiros Militar de MT, desde o início do ano. Está em andamento o curso de noções básicas para brigadistas rurais, oferecido pela Sema-MT, com instrução do Corpo de Bombeiros. 

Leia Também:  Pesquisa da Empaer revela cinco espécies mais indicadas para reflorestamento e produção de madeira em MT

Prevenção e combate aos incêndios 

O Estado está investindo R$73 milhões no combate ao desmatamento ilegal e incêndios florestais, sendo R$43 milhões exclusivamente no combate ao fogo, e está executando uma operação de prevenção com capacitação de brigadistas e sociedade, investimento em aceiros preventivos, aquisição de veículos, contratação de brigadistas, e equipamentos de proteção individual. 

Está em aquisição um helicóptero exclusivo para o combate aos crimes ambientais, no valor de R$21 milhões. Os bombeiros já inauguraram uma nova sede em Poconé, e irá atuar com ao menos 43 instrumentos de resposta montados em cidades estratégicas para o monitoramento e combate aos focos de calor.

Fonte: GOV MT

POLICIA

POLÍTICA MT

PICANTES

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA