MANCHETE 2

Mendes adia anúncio de apoio na eleição para senado afim de evitar “ciúmes”

Publicados

em

O governador Mauro Mendes (DEM) declarou nesta terça-feira (18) que não vai deixar de manifestar apoio a algum de seus aliados na eleição suplementar, mas que por enquanto vai manter o estado de “neutralidade”.

 

De acordo com o parlamentar, esta decisão é para não criar um ambiente desconfortável dentro da base. “Uma possível declaração de apoio poderia causar também ciúmes nos outros. Não há decisão que possa gerar pessoas que fiquem contentes e pessoas que fiquem descontentes. Então, nesse momento, o mais sábio é que eu continue cuidando de Mato Grosso. A eleição tem passos e datas definidas, vamos esperar esses passos serem dados para ter um cenário completo”, esclareceu Mendes.

 

O partido de Mauro, Democratas (DEM) oficializou, nesta segunda (17) o ex-governador, Júlio Campos, como pré-candidato na disputa pelo senado. No entanto, existe outros nomes que compõem o grupo governista no Estado como o vice-governador, Otaviano Olavo Pivetta (PDT), do ex-candidato derrotado ao Senado, Carlos Fávaro (PSD) que também almejam o apoio de Mendes. 

Leia Também:  Prefeito Emanuel Pinheiro baixará decreto, reabrindo comércio quarta (22)

 

O chefe de estado garantiu que a decisão será tomada no momento certo. “Como governador tenho um voto apenas, como cidadão eu vou dizer minha opinião, mas tem tempo para isso”, concluiu Mendes.

 

Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

POLICIA

POLÍTICA MT

PICANTES

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA