SEGURANÇA

Mendes diz que não deixará que responsáveis pela chacina em Nobres fiquem impunes

Publicados

em

Homens foram assassinados na última quarta-feira (19), em Nobres (121 km de Cuiabá). O Governador Mauro Mendes (DEM) informou nesta quinta-feira (20), que segundo informações preliminares, passadas pelas forças de segurança apontam que a chacina é fruto de guerra entre facções criminosas.

O fato acontecido assassinou cinco homens, identificados como Daniel dos Santos Costa, de 24 anos, Cláudio Rogério Pinto do Nascimento, 19, Weliton da Silva, 23, Thiago dos Santos Siqueira, 20 e um menor de 17 anos.

“Preliminarmente, parece que foi uma guerra entre facções criminosas. Provavelmente, uma disputa entre gangues rivais, entre grupos quer querem dominar o tráfico de drogas”, disse Mendes.

O chefe de estado ainda declarou que requisitará ao delegado-geral da Polícia Judiciária Civil, Mario Demerval Resende, “atenção máxima” ao caso de modo a esclarecer o crime.

Ao finalizar, Mauro disse que não deixara o crime ficar impune. “Não podemos permitir que esse tipo de situação continue acontecendo no Estado”, concluiu.

O caso

O crime em Nobres ocorreu dentro de uma residência, no Bairro Cohab Pôr do Sol, na noite de quarta-feira (19).

Leia Também:  Risco-país do Brasil volta ao patamar do período do impeachment de Dilma

Os corpos foram encontrados em cômodos diferentes da casa. Dois dos alvos morreram ainda no local do crime.

Outros três chegaram a ser socorridos e encaminhados para uma unidade de saúde, mas não resistiram e também morreram.

Segundo a PM, todos foram atingidos por tiros de pistola calibre 380.

 

POLICIA

POLÍTICA MT

PICANTES

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA