MANCHETE 2

Moro pede demissão do governo Bolsonaro

Publicados

em

É previsto uma coletiva de imprensa com Moro às 11 horas para mais detalhes

Sergio Moro não é mais ministro da Justiça. Segundo o jornal Folha de S. Paulo, ele teria confirmado, nesta sexta-feira, 24, sua saída do governo Bolsonaro a assessores próximos. Ele deixa o cargo após o presidente exonerar o diretor-geral da Polícia Federal, Maurício Valeixo, como publicado no diário oficial de hoje.

É previsto uma coletiva de imprensa com Moro às 11 horas para mais detalhes. A decisão já vinha sendo cogitada desde ontem, quando Moro foi informado da intensão de demitir Valeixo. O agora ex-ministro havia comunicado que não ficaria no governo se houvesse a saída do diretor-geral escolhido por Moro para comandar a PF.

Na exoneração, contém a assinatura de Moro e Bolsonaro. Embora seja uma formalidade, ministro da justiça não foi informado oficialmente pelo Planalto da publicação.

Sergio Moro decidiu deixar a carreira de juiz federal para se tornar ministro por meio de convite de Bolsonaro. Seu discurso era de autonomia e a aprovação de um pacote anticorrupção.

Leia Também:  CENAS FORTES: Onça ataca e arranca cabeça de Homem no Amazonas

Um dos mais cotados é o atual diretor da Agência Brasileira de Inteligência (Abin), Alexandre Ramagem. Tradicionalmente, a escolha é feita pelo ministro da Justiça.

Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

POLICIA

POLÍTICA MT

PICANTES

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA