POLÍTICA MT

MP defende Frical divulgar vídeo de EP

Publicados

em

 

O Ministério Público Eleitoral quer a revogação da liminar que tirou do ar o horário eleitoral do candidato a prefeito de Várzea Grande, Flávio Frical, por mostrar o ‘vídeo do paletó’. A ação foi movida por Emanuelzinho (PTB), que também é candidato, e é filho de Emanuel Pinheiro (MDB), que aparece no vídeo colocando maços de dinheiro dentro do terno.

De acordo com a promotora eleitoral Anne Karine Louzich Hugueney, as mensagens veiculadas por Flávio não revelaram conteúdo ofensivo a Emanuelzinho que justificasse a censura ou intervenção judicial.

Ela entendeu que Flávio quis fazer crítica a continuidade de agentes políticos e seus sucessores no poder, buscando convencer o eleitor que a participação dele na política é uma alternativa à renovação para Várzea Grande.

“Veja-se que, no trecho do vídeo que acompanha a inicial, visualiza-se a imagem de outros candidatos e agentes políticos de larga experiência e longa vivência em cargos políticos, inclusive na companhia do representante (Emanuelzinho)”, disse ela.

A promotora ainda afirmou que apesar de todo desgaste que se admita da cena filmada em que Emanuel pega maços de dinheiro, trata-se de uma imagem amplamente divulgada na imprensa e de larga notoriedade.

Por fim, ela complementa que apesar de a simples veiculação ou menção às imagens do ‘vídeo do paletó’ possa exercer qualquer influência na campanha do próprio Emanuelzinho, é algo incontroverso a tentativa de censura do mesmo já que além de filho de Emanuel, ele recebe expressivo apoio político, aparecendo inclusive no horário eleitoral.

 

Fonte: Folha Max

POLICIA

POLÍTICA MT

PICANTES

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA