MUNDO

Mundo supera 75 milhões de casos de covid-19 na pandemia

Publicados

em


O mundo superou a marca de 75 milhões de casos de covid-19, segundo apuração da agência Reuters. O marco no número de casos ocorre em meio a uma verdadeira corrida mundial para o início da vacinação contra a doença.

A Inglaterra tornou-se, neste mês, o primeiro país ocidental a dar início à vacinação contra a covid-19. Eles estão aplicando a vacina desenvolvida pela Pfizer junto com a alemã BioNtech. Os Estados Unidos seguiram o exemplo britânico, iniciando a imunização com a vacina desenvolvida pela Moderna.

No mês passado, foram reportados mais de 18 milhões de novos casos da doença, o maior já registrado em um período de 30 dias, desde o início da pandemia.

A Europa continua sendo a região com o maior número de casos, com 21,6 milhões de infectados, seguida pela América do Norte, com 17,9 milhões, América Latina, com 14,5 milhões, e Ásia, com 13 milhões.

Na Europa, um milhão de novos casos foram registrados em apenas 5 dias, com Rússia e França informando mais de 2 milhões de infectados desde o início da pandemia. O Reino Unido e a Itália registraram, cada um, 1,9 milhões de casos.

Leia Também:  Afeganistão anuncia semana com mais baixas em 19 anos de conflito

Corrida pela imunização

Os Estados Unidos foram o primeiro país do mundo a registrar mais de 300 mil mortes pela covid-19, na segunda-feira (14). O país registrou mais de 2.500 mortes por dia, de acordo com análise de dados feita pela Reuters num período de sete dias.

Nos EUA, hospitais de todo o país já começaram a dar as primeiras doses da vacina da Pfizer-BioNtech em sua população.

Por enquanto, o país permanece como aquele que registrou o maior número de casos, mais de 17 milhões desde o início da pandemia, seguido pela Índia e pelo Brasil, respectivamente. Com apenas 4% da população mundial, os Estados Unidos têm, sozinhos, cerca de 23% de todos os casos registrados globalmente.

O Brasil, por sua vez, registrou o recorde de infectados em um dia, com 70 mil novos infectados na quarta-feira (16), unindo-se aos Estados Unidos e Índia como os únicos países que registraram mais de 7 milhões de infectados. Com quase 180 mil mortes confirmadas em decorrência da covid, o Brasil se tornou o segundo recordistas em número de mortos no mundo.

Leia Também:  Flórida bate recorde de mortes por covid-19 pela 2ª vez na semana

A Índia já ultrapassou 10 milhões de casos de covid-19 e se prepara para entregar 600 milhões de doses de vacinas para a população mais vulnerável nos próximos 6 a 8 meses.

Shannon Stapleton/Reuters
Fonte: R7

POLICIA

POLÍTICA MT

PICANTES

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA