ENTRETENIMENTO

Nubia Oliiver é investigada por suposto envolvimento em rede de prostituição

Publicados

em


source
Nubia Oliiver
Reprodução/Instagram/@nubiaoliiver

Nubia Oliiver


Nubia Oliiver, de 47 anos, está sendo investigada por um suposto envolvimento em uma rede de prostituição internacional. Segundo a reportagem do jornal SBT News, a exploração sexual de brasileiras tem ramificações em 15 países, de diferentes continentes.

A modelo e atriz teria sido agenciada por Rodrigo Otávio Cotait, que de acordo com a Polícia Federal, lidera um complexo esquema de exploração sexual. No dia 27 de abril, seis integrantes da quadrilha foram presos no Brasil, Espanha e Portugal durante a Operação Harém BR.

A investigação apontou que ele era dono de uma agência de modelos, para disfarçar o esquema no mercado sexual. Para aliciar as meninas, o acusado se passava por proprietário de uma marca de cosméticos e se aproximava delas no Instagram.

Ainda segundo a Polícia Federal, Nubia Oliiver era uma dessas pessoas que facilitavam o contato para a cabeça da quadrilha. Ela enviava fotos sensuais de outras mulheres ao agenciador e combinava um programa sexual com uma delas em troca de uma comissão de mil reais.

À revista Quem, o advogado de Nubia, Rodrigo Carneiro Maia Bandieri, disse que a modelo não ria se manifestar. 

Você viu?

“Como os autos tramitam em sigilo, por ora, a defesa técnica da Sra. Nubia Cassia Ferreira de Oliveira, irá respeitá-lo, ou seja, não nos manifestaremos sobre a investigação policial federal. Aliado a isso, fomos constituídos na data de ontem, e ainda não conseguimos acesso ao inteiro teor. Em momento oportuno poderemos falar”, informou à publicação. 

MC Mirella participou da última edição de
Reprodução/Instagram

MC Mirella participou da última edição de “A Fazenda”


MC Mirella é ouvida como testemunha

Ainda de acordo com a revista Quem, MC Mirella foi intimada e ouvida na condição de vítima/ testemunha na investigação contra a quadrilha de exploração sexual. 

A advogada de Mirella, Adélia Soares, disse à revista que sua cliente “já contribuiu com seu testemunho, e várias outras pessoas também vítimas da quadrilha foram ouvidas”.

Mirella chegou a ser acusada de aliciar uma adolescente de 17 anos. Ela teria oferecido R$ 5 mil para que a garota se encontrasse com Wissam. A funkeira foi investigada pelo Ministério Público Federal. Porém foi descoberto que ela também foi vítima da quadrilha quando era adolescente. Mirella, que participou da última edição de “A Fazenda”, admitiu ter sido explorada pela quadrilha.

Fonte: IG GENTE

POLICIA

POLÍTICA MT

PICANTES

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA