ECONOMIA

Preço dos imóveis sobe acima da inflação em julho

Publicados

em

Casa própria fica mais cara em julho
Reprodução

Casa própria fica mais cara em julho

O preço dos imóveis residenciais subiu 0,52% em julho, de acordo com o Índice FipeZAP+, divulgado nesta terça-feira (2). A alta vem após acréscimo de 0,47% em junho e está bastante acima dos índices inflacionários: a variação mensal em julho do IGP-M foi de 0,21%, enquanto a do IPCA-15 foi de 0,13%.

Na comparação anual, porém, o preço dos imóveis subiu abaixo da inflação. No acumulado dos últimos 12 meses, o Índice FipeZAP+ teve alta de 5,97%, enquanto o IPCA subiu 10,97% e o IGP-M avançou 10,08%.

Entre no  canal do Brasil Econômico no Telegram e fique por dentro de todas as notícias do dia. Siga também o  perfil geral do Portal iG

O Índice FipeZAP+ analisou os preços de imóveis residenciais à venda em 50 cidades brasileiras. O preço médio do metro quadrado em junho foi de R$ 8.120. Em 45 dos 50 municípios analisados, os preços subiram em julho, com 44 deles registrando alta acima da inflação – a exceção foi São Paulo.

Dentre as 16 capitais monitoradas, porém, a capital paulista tem o metro quadrado mais caro: R$ 9.946. Em seguida, vêm o Rio de Janeiro e Vitória. Confira:

Preço médio dos imóveis por metro quadrado em julho

  1. São Paulo – R$ 9.946
  2. Rio de Janeiro – R$ 9.798
  3. Vitória –  R$ 9.528
  4. Florianópolis – R$  9.118
  5. Brasília – R$ 8.673
  6. Curitiba – R$ 8.189
  7. Belo Horizonte – R$ 7.396
  8. Recife – R$ 6.861
  9. Maceió – R$ 6.734
  10. Fortaleza – R$ 6.654
  11. Porto Alegre – R$ 6.430
  12. Goiânia – R$ 5.775
  13. Manaus – R$ 5.696
  14. Salvador – R$ 5.613
  15. João Pessoa – R$ 5.316
  16. Campo Grande – R$ 4.906


Fonte: IG ECONOMIA

POLICIA

POLÍTICA MT

PICANTES

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA