MANCHETE 2

Prefeito libera comércio em horário reduzido, shoppings e bares seguem fechados; confira o vídeo

Publicados

em

O prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (MDB), anuncia neste momento a liberação do comércio de forma “lenta, gradual e segura”. No entanto, as atividades da prefeitura seguem fechadas até o dia 10 de maio, sendo que os servidores irão continuar em teletrabalho.

Os segmentos atacadista e varejista poderão funcionar das 10 horas às 16 horas a partir de segunda-feira, dia 27. Os supermercados passarão a ter horário das 6h30 às 21h00 para se reduzir as aglomerações.

Já as conveniências em postos e distribuidoras poderão funcionar das 8h00 às 19h00 de segunda a sexta-feira e sábados, domingos e feriados das 8h00 às 13h00. Os prestadores de serviço poderão funcionar a partir do dia 04 de maio das 8h00 às 14h00.

As atividades industriais poderão voltar no dia 11 de maio somente em três dias por semana podendo funcionar das 6h00 às 16h00. Os turnos serão de 10 horas mediante revezamento de equipes.

As atividades religiosas estão liberadas a partir do dia 27 com apenas 30% da lotação total de cada espaço. Serão permitidos seis cultos ou missas por dia em igrejas católicas ou evangélicas, sendo que entre um e outro terá que ser feita a higienização completa das igrejas, sendo que pregadores e fieis deverão estar com máscaras e ainda utilizando álcool em gel.

Leia Também:  STF cita "barrigada" e mantém cassação de prefeito por acumular cargos em MT

Já bares, restaurantes, shoppings, bares, boates, feiras livres e academias seguem fechados e só funcionarão em maio, mas terão um decreto próprio com a regras de reabertura. “Essas atividades expõe um risco maior a saúde e não temos que colocá-los em pleno funcionamento até ao menos o dia 10 de maio”, avisou

Emanuel anunciou a criação de um plano estratégico. A partir de agora, será distanciamento social seletivo, onde apenas os grupos de risco – idosos, diabéticos, hipertensos e grávidas – ficam isolados.

Cuiabá é a última colocada no país no número de mortos por milhão de habitantes, de acordo com dados do Ministério da Saúde. Emanuel explica que a reabertura dos segmentos econômicos buscará não afetar a política de controle da Covid-19 adotada até agora. “Quando você para um carro, não sai já de quinta. Você precisa sair de primeira e ir colocando as marchas. Estou fazendo o que precisa ser feito para proteger Cuiabá e ter o menor impacto possivel”, comparou.

Ele comparou Cuiabá com Manaus (AM) e Fortaleza (CE) que não tomaram medidas duras e hoje tem “explosão” de casos da Covid-19. “Estamos na fase de contenção enquanto que outras cidades do país estão na fase de epidemia localizada e felizmente Cuiabá está conseguindo achatar a curva de forma segura e controlada”, comemorou, ao acrescentar que “estamos lidando com um inimigo duro e invísivel. Tomo decisões com caráter técnico e cinetífico com o objetivo de preservar vidas. Cuiabá está sob controle apesar de cada dia termos uma novidade”.

Leia Também:  Paulo Araújo quer prioridade de vacina contra a covid a frentistas

Emanuel chegou a falar sobre as pressões sofridas de segmentos econômicos pela abertura das atividades. “Essas decisões não são fruto de pressões. Todas reivindicações são legítimas, mas na hora da decisão prevelace as questões técnicas. Se houver o liberou geral, podemos chegar ao caos”, assinala.

O prefeito revelou que a projeção seria até hoje de 114 casos confirmados, mas foram registrados 92 até agora devido das medidas de isolamento social. Segundo Emanuel Pinheiro, o dia 10 de maio é decisivo para o combate ao coronavírus.

Clique abaixo e leio o decreto

DECRETO – Retomada das atividades econômicas_finalizado_versão 20-04-20

POLICIA

POLÍTICA MT

PICANTES

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA