Geral

Secretário de Saúde sugere suspender quarentena na próxima semana em SP

Publicados

em

Governador Joao Doria anuncia campanha publicitária para estimular paulistas a ficarem em casa para combater o coronavírus

SÃO PAULO – O secretário estadual da Saúde de São Paulo , José Henrique Germann, disse nesta segunda-feira que a quarentena contra o coronavírus no estado poderá ser suspensa na próxima semana. O decreto que determinou o isolamento social no estado vence em 7 de abril.

– Pelos casos iniciais que nós temos, eu diria que não vamos ter a necessidade de repetir o isolamento social muitas vezes mais para frente nem fazer o isolamento compulsório – afirmou Germann, durante entrevista a imprensa nesta tarde para anunciar medidas de enfrentamento ao coronavírus.

A declaração foi feita após o governador João Doria evitar qualquer antecipação de decisão.

– Esses outros cenários só serão avaliados e, eventualmente, anunciados, se houver essa necessidade – disse Doria.

O governador havia sido perguntado se a quarentena poderia ser intensificada a partir da próxima semana.

Germann explicou ao GLOBO que a não renovação da quarentena depende de duas condições: a população manter o isolamento social até o dia 7 e os casos de coronavírus não sofrerem uma alta além do ritmo registrado na última semana.

Leia Também:  Morre Lyle Mays, tecladista vencedor de 11 prêmios Grammy com Pat Metheny Group

Segundo ele, o estado está preparado, mantidas as condições desta segunda-feira da pandemia na próxima semana, para absorver a demanda por atendimento na rede pública.

– Estamos conseguindo achatar a curva de crescimento de casos – afirmou.

São Paulo tem 1.451 casos confirmados e 98 mortes pelo coronavírus. Entre as vítimas fatais há dois rapazes de 26 e 33 anos. A morte deles foi confirmada no domingo à noite pelo estado.

POLICIA

POLÍTICA MT

PICANTES

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA