ECONOMIA

SP cria linha de crédito para micro e pequenas empresas manterem empregos

Publicados

em


source
Crédito será fornecido pelo Banco Desenvolve SP e disponível para micro e pequenas empresas
Reprodução/La Violetera

Crédito será fornecido pelo Banco Desenvolve SP e disponível para micro e pequenas empresas

O governo de São Paulo iniciou nesta segunda-feira um programa de concessão de crédito de R$ 100 milhões para micro e pequenas empresas . O anúncio foi feito nesta segunda-feira (08) pelo governador João Doria (PSDB). O objetivo da linha emergencial de crédito é a manutenção dos empregos, sobretudo para os setores mais afetados pela pandemia, como o de eventos.

A linha de crédito será feita pelo Banco Desenvolve SP e está disponível pela internet para empresas com faturamento de R$ 81 mil a R$ 4 milhões.

“As empresas precisam acelerar a retomada dos seus negócios, e o capital de giro para manter os empregos é fundamental. Por isso, o Banco Desenvolve SP anunciou uma linha de 100 milhões que está disponível a partir de hoje”, afirmou a secretária de Desenvolvimento Econômico, Patricia Ellen.

Segundo a secretária, a decisão de abertura da linha de crédito foi tomada após conversas com os setores nas útlimas semanas e oferece condições diferenciadas em relação à taxa de juros e a necessidade de apresentação de avalistas. No ano passado, o Desenvolve SP já tinha oferecido mais de R$ 1 bilhão em crédito para empresas do estado.

Você viu?

Além disso, de acordo com Patricia Ellen, o Banco Desenvolve SP poderá usar o faturamento de 2019 para a concessão do crédito, ao contrário da prática tradicional de utilizar o faturamento mais recente que, no caso de algumas empresas, foi muito afetado pela pandemia.

“Vamos seguir juntos, a vacina nos traz esperança e também o caminho definitivo para a retomada econômica. Mas enquanto estamos nessa fase de transição vamos trabalhar juntos controlando a pandemia e acolhendo os empreendedores para uma retomada econômica sustentável e com proteção dos empregos”, afirmou.

Essa é a segunda medida de benefício às empresas do estado anunciadas em uma semana. No último dia 2, após liberar o retorno para a fase laranja após as 20h e aos fins de semana, o governo de São Paulo também anunciou apoio emergencial ao setor de turismo , comércio , eventos e gastronomia , além da suspensão de dívidas e parcelamento de contas .

O pacote de benefícios inclui a não suspensão do fornecimento de gás e água da Sabesp a estabelecimentos comerciais que não conseguirem pagar as contas até 30 de março. Além disso, contas pendentes poderão ser parceladas sem juros nos próximos 12 meses.

POLICIA

POLÍTICA MT

PICANTES

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA