REPÚBLICA

Toffoli arquiva inquéritos abertos com base na delação de Cabral com a PF

Publicados

em


.
O ex-governador do Rio, Sérgio Cabral| Foto: Alexandre Mazzo/Arquivo/Gazeta do Povo

O ministro Dias Toffoli, do Supremo Tribunal Federal, decidiu arquivar um total de 12 inquéritos que haviam sido abertos com base na delação premiada do ex-governador do Rio Sérgio Cabral. O acordo de Cabral foi fechado com a Polícia Federal. As decisões foram tomadas por Toffoli antes de o ministro deixar o comando do STF, na semana passada. O ministro atendeu a pedidos feitos pelo procurador-geral da República, Augusto Aras. No início do ano, o relator da Operação Lava Jato no STF, ministro Edson Fachin, decidiu validar o acordo de colaboração que fora contestado pela PGR desde o início. Segundo a Procuradoria, Cabral não apresentou fatos novos. Além disso, a cúpula da PGR apontou que o dinheiro que o ex-governador se comprometeu a devolver (R$ 380 milhões recebidos como propina) está bloqueado pela Justiça. Procurada, a defesa de Cabral ainda não se manifestou.

publicidade

publicidade

POLICIA

POLÍTICA MT

publicidade

PICANTES

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA