CIDADES

Vice-prefeito quer utilizar parceria com movimento comunitário para melhorar fiscalização dos serviços

Publicados

em


Luiz Alves

Clique para ampliar

O vice-prefeito e secretário de Obras Públicas, José Roberto Stopa, destacou nesta semana que pretende aproveitar a proximidade da gestão do Município com o movimento comunitário para fortalecer a fiscalização das atividades executadas nas comunidades. De acordo com Stopa, as lideranças das Associações de Moradores podem atuar como ‘olhos’ da Prefeitura de Cuiabá e ajudar a melhorar a qualidade dos serviços prestados.  

Conforme o vice-prefeito essa foi uma metodologia adotada na antiga Secretaria de Serviços Urbanos, na época em que era titular da Pasta, que apresentou bons resultados e que agora também está em processo de implantação na Secretaria de Obras Públicas. Segundo ele, essa parceria pode ser utilizada tanto em ações rotineiras como, por exemplo, tapa-buraco e manutenção de bocas de lobo, quanto em grandes obras de infraestrutura.

“O prefeito Emanuel Pinheiro tem essa forte ligação como o movimento comunitário. E é uma união que não fica apenas no discurso ou no papel, mas sim que se confirma na prática. É notório o quanto essas lideranças ganharam voz dentro da gestão nos últimos anos e isso é importantíssimo. Ninguém conhece mais a realidade dos bairros do que quem vive e luta diariamente por ele”, comentou.

Para Stopa, por meio dessa parceria, é possível garantir qualidade no trabalho, utilização correta dos materiais e, em caso de alguma inconformidade, agir de forma célere na resolução da demanda. O secretário de Obras Públicas afirmou ainda acreditar que a implantação desse processo não deve ser uma dificuldade, já que o movimento comunitário tem ajudado o Município a identificar as principais necessidades de cada bairro.

“Sem dúvida alguma a nossa proximidade com o movimento comunitário deve continuar e, na medida do possível, pretendemos até fortalecer esse elo. Os líderes comunitários são nossos fiscais, os nossos olhos. Todas as vezes que entrarmos em uma comunidade, vamos para um presidente ou um representante da Associação acompanhar esse serviço, ver se ele está sendo bem feito, se o material está sendo empregado naquilo que foi destinado”, disse.       

POLICIA

POLÍTICA MT

PICANTES

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA