conecte-se conosco

REPÚBLICA

Voucher para informais subirá para R$ 300, diz jornal

Publicados

em


.
| Foto: Rafael Neddermeyer/Fotos Públicas

A ajuda financeira anunciada pelo governo federal a ser paga a pessoas que estão no mercado informal de trabalho deve subir de R$ 200 para R$ 300 de acordo com apuração do jornal Folha de S.Paulo. Segundo integrantes da equipe econômica ainda são feitos ajustes nas medidas anunciadas na semana passada e o valor será maior do que o divulgado inicialmente.

Propaganda

REPÚBLICA

BNDES lança linha de crédito de R$ 2 bilhões para equipar hospitais contra Covid-19

Publicados

em


.
Fachada da sede do BNDES.

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) lançou neste domingo (29) um novo pacote para o combate aos efeitos da pandemia do coronavírus. As medidas são voltadas à ajuda para compra de materiais para UTIs e ampliação do número de leitos. Indústrias de outros setores que queiram converter sua linha de produção para a fabricação de equipamentos médicos e hospitalares também poderão solicitar o dinheiro do banco.

A nova linha de financiamento vai ofertar R$ 2 bilhões para a ampliação do número de leitos emergenciais, assim como para a aquisição de materiais e equipamentos médicos e hospitalares.

Empresas de outros setores que buscam converter suas produções em equipamentos e insumos para saúde serão contempladas.

O BNDES informou que o programa buscará apoiar a ampliação do número de leitos de UTI, especialmente em regiões que apresentam níveis elevados de carência em infraestrutura.

A estimativa do BNDES é de que a quantidade de leitos de UTI seja ampliada em 3 mil, o equivalente a mais de 10% da disponibilidade atual de leitos do SUS no país. O banco também espera ampliar a quantidade de respiradores pulmonares em 15 mil, o correspondente a 50% da demanda total do SUS prevista para os próximos três meses.

O BNDES estima que o número de monitores aumentarão em 5 mil e que o número de máscaras cirúrgicas deverá aumentar em 88 milhões com a nova linha de financiamento.

Banco já colocou R$ 97 bi à disposição para enfrentar o coronavírus

Com as novas medidas, o BNDES já colocou à disposição linhas de crédito de R$ 97 bilhões para enfrentar a pandemia do coronavírus e seus efeitos na economia. Na semana passada, R$ 55 bilhões foram aprovados, sendo R$ 20 bilhões de transferência de recursos do fundo PIS/PASEP para o FGTS, R$ 19 bilhões para suspensão de pagamentos de operações diretas, R$ 11 bilhões para suspensão de pagamentos de operações indiretas e R$ 5 bilhões para reforço da linha BNDES Crédito Pequenas Empresas.

Ainda na semana passada, o BNDES lançou uma linha emergencial de crédito para folha de pagamento de pequenas e médias empresas, num total de R$ 40 bilhões, que poderá ser acessada por empresas com faturamento anual entre R$ 360 mil e R$ 10 milhões, exclusivamente para o pagamento da folha de salários de funcionários, por meio de bancos credenciados. O banco explicou que os recursos serão depositados para pagamento dos trabalhadores e estão limitados a dois salários mínimos (até R$ 2.090,00), permanecendo o restante, se houver, a cargo do caixa da empresa. O pagamento do empréstimo será feito pela empresa que contratar o crédito junto aos bancos.

Para esse programa, destinado às micro, pequenas e médias empresas, haverá aporte de R$ 34 bilhões do Tesouro Nacional e de R$ 6 bilhões de recursos dos bancos. Assim, 85% do risco de crédito será do governo e os 15% restantes, dos bancos.

Fintechs serão operadoras do BNDES a partir de maio

O BNDES também informou neste domingo que o Conselho Monetário Nacional (CMN) concedeu uma autorização exclusiva ao banco para repassar recursos às fintechs autorizadas como Sociedade de Crédito Direto (SCDs). Com isso, a partir de maio, as fintechs cadastradas na plataforma online de solicitação de crédito do BNDES, o Canal MPME, poderão passar a operar com recursos do banco de fomento.

+ na Gazeta

Receba nossas notícias

Receba nossas notíciasno celular

As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Siga o Feed RSS

Continue lendo

POLICIA

POLÍTICA MT

PICANTES

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA